Oies BOOKAHOLICS! Hoje faço pra vocês a resenha dessa história que tem alguns pontos abertos (na minha humilde opinião, rs) e queria muito debater com vocês, então SIM HAVERÁ SPOILERS!

rowell_ep_us

  • Título Original: Eleanor & Park
  • Autor: Rainbow Rowell
  • Gênero: Romance / Y.A / Ficção Norte-Americana
  • Lançamento: 2013 –  Lançamento Brasil: 2014
  • Editora: Novo Século
  • 328 Páginas
  • Classificação: 4/5

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

CAPA: Eu achei essa capa tão fofa ❤ bem limpa e remete bem a história, tanto que alguns livros que foram lançados posteriormente já se aproximavam desse livro (como “Amy & Matthew, por exemplo), isso porque não li nenhum desses até então 😉 rs

EXPECTATIVAS E REALIDADE: Gente, esse livro foi tão falado ano passado em todos os lugares que eu queria muito ler, muito mesmo, mas no final das contas acabei lendo só esse ano e senti que alguns pontos ficaram em aberto, na verdade um em específico. Mas ainda assim adorei a história!

ESCRITA E ENREDO: Esse foi o meu primeiro contato com a escrita de Rainbow Rowell e achei a progressão da estória muito legal, já que divide as passagens com a visão da Eleanor e do Park, então a gente não fica preso num único ponto de vista e consegue ter um entendimento melhor do que está se passando. A autora conseguiu desenvolver um enredo em que a leitura fluía naturalmente, então a leitura se dá de forma bem rápida. Outro ponto muito legal era que a estória se passava em agosto de 1986, foi possível ver várias referências geeks da época e das músicas também. Tanto que passei uma parte da leitura ouvindo The Smiths e me apaixonei! ❤

PECULIARIDADES DE ELEANOR: O ponto que mais gostei no livro foi a forma como a autora desenvolveu a personagem de Eleanor, ela foge de todos os estereótipos possíveis por ser a “ruivona”, gorda e esquisita da escola. São várias citações no livro que se remetem à Eleanor, não só sofrendo bullying na escola, mas dentro da própria casa e na visão da família de Park. O modo como a garota reage frente aos xingamentos na escola parece com que ela não dê tanta importância, mas no fundo ela sofre, não por ser igual às demais garotas, mas por não ser aceita pelo seu cabelo e roupas que usa.

PECULIARIDADES DE PARK: Park foi o personagem que mais sofreu transformações ao longo do livro (ao meu ver), o garoto coreano nerd que curte quadrinhos e que não era incomodado pelos colegas da escola, até que cede um lugar no ônibus a Eleanor, a princípio parecia ter o mesmo comportamento e atitudes ofensivas dos amigos, mas mostra-se um garoto com um bom coração e disposto a ajudar Eleanor, mesmo antes de se relacionar com ela. Ele se preocupa com ela quando percebe que ela estava lendo seu gibi e já começa a levar gibis e fitas cassetes (SIM! década de 1980, rs) gravadas com as bandas que ela queria ouvir.

RELAÇÃO COM A FAMÍLIA: A família de Park é muito bem estruturada e seus pais continuam demonstrando o mesmo amor um pelo outro após anos de casados e dois filhos adolescentes, apesar de discordarem de alguns pontos conseguem resolver seus pontos de divergência pelo diálogo com o objetivo de sempre fazer a felicidade dos filhos. Em oposição, a família de Eleanor vive uma situação muito crítica, primeiro que o livro começa com a garota voltando pra casa depois de um período de um ano, após ser expulsa por um motivo que só será revelado na metade do livro. A família tem bastante dificuldade financeira: Eleanor divide o quarto com mais quatro irmãos menores, não há porta no único banheiro da casa, então ela precisa calcular bem o tempo em que o padrasto não estará presente para poder tomar banho.

RELACIONAMENTO ABUSIVO: Há várias cenas de violência doméstica de fazer o coração doer ao mesmo tempo de revolta, principalmente com as atitudes da mãe de Eleanor, eu não sei até que ponto essa mulher conseguia se iludir tanto com o seu parceiro e colocar a filha como culpada do comportamento e ações do padrasto.

Sei que as coisas não são perfeitas o tempo todo, mas esta é a nossa vida agora. Você não pode viver tendo chiliques, não pode viver tentando enfraquecer esta família… Eu não vou deixar. Eu tenho que pensar em todos, você entende? Tenho que pensar em mim. Daqui a alguns anos, você vai ser dona do seu nariz, mas Richie é meu marido. (Pág. 189)

BULLYING: São vários os momentos em que Eleanor sofre bullying dos colegas da escola, desde o primeiro dia no ônibus, até as aulas de educação física. Acho que o momento mais triste foi quando as roupas da garota, inclusive uma calça jeans que mãe tinha lhe dado um dia antes, foram jogadas no vaso sanitário, e também quando vários absorventes pintados com tinta vermelha foram colocados em seu armário. Park começa a sofrer bullying pelo seu relacionamento com Eleanor, inclusive se envolve numa briga com um “amigo” após ver a garota ser tão massacrada na escola.

RELAÇÃO COM OS AMIGOS: Mesmo com os casos de bullying Eleanor faz duas amizades no episódio dos absorventes no seu armário, tendo companhia para almoçar e nas aulas de educação física. Outra questão é o posicionamento de Tina e Steve ao ajudar o casal a se esconder e a fugir de Richie no final do livro.

ROMANCE ADOLESCENTE: Em meio há tantas cenas de violência o relacionamento do casal começa a desenvolver de forma tão fofa ❤ rs e cheia de altos e baixos, idas e vindas, muitos mal entendidos e pressupostos, principalmente por parte de Eleanor e suas inseguranças de não achar que se encaixa na vida de Park.

Nem todo mundo tem a sua vida, sabe, ou a sua família. na sua vida, as coisas acontecem por um motivo. As pessoas fazem sentido. Mas a minha vida não é assim. Ninguém na minha família faz sentido… (Pág. 111)

Park conseguia expressar muito melhor os seus sentimentos em palavras por Eleanor do que ela para com ele:

… Sinto sua falta, Eleanor. Quero ficar com você o tempo todo. Você é a garota mais inteligente que já conheci, a mais engraçada, e tudo que você faz me surpreende. Eu gostaria de poder dizer que  esses são os motivos pelos quais gosto de você, porque isso me faria parecer um ser humano muito evoluído… Mas acho que tem mais a ver com seu cabelo ruivo e suas mãos macias… E como o fato de você ter cheirinho de bolo de aniversário. (Pág. 112)

PONTOS EM ABERTO: O que não me fez gostar tanto do livro foi a questão da família de Eleanor: o que acontece com eles? Para onde vão? Eu simplesmente fiquei muito furiosa com a autora por não concluir esse ponto, afinal o livro conta tanto como a família sofria e eles somem do nada? Como assim? o.O E também porque Eleanor demora tanto pra responder às cartas de Park depois que vai embora? Depois de toda intensidade do relacionamento do casal. Eu sinceramente esperava um final mais trágico com alguma morte (mórbida eu? haha) porque assim teria mais sentido o fechamento.

ADAPTAÇÃO CINEMATOGRÁFICA: Os direitos do livro foram comprados pela DreamWorks Studios e teria a própria Rainbow Rowell para escrever o roteiro, porém não há previsão de estreia nos cinemas.

Para vocês que já leram o livro: o que acharam? Concordam com a minha opinião? Também sentiram falta de alguma coisa no final? Basta comentar! 😉

Até o próximo post!

Anúncios

11 comentários em “Resenha | Eleanor & Park, Por Rainbow Rowell

  1. Cara, li esse livro já tem um tempo e também foi meu primeiro contato com a Rainbow, desde então já li Fangirl e Anexos que curti demais. Amo essa autora ❤ Então, quando eu li esse livro também notei esses pontos em aberto e me revoltei e tals, mas me disseram que ia ter continuação (tô esperando até hoje) mas espero que tenha, pois este livro e esses personagens merecem um final melhor ❤ Eu fiz uma fanfic sobre este livro, mas acho que já a perdi :-\
    Visite mej blog também!
    Curti a resenha, sucessos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Alyne obrigada pela visita, com certeza vou visitar seu blog 😉 A minha amiga que me emprestou o livro disse tbm que foi procurar a continuação e não viu nada, e eu tbm não vi nada até agora, vamos esperar pra ver se realmente saí. Bjos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s