No meu primeiro post aqui no blog mencionei de modo muito breve a questão do preconceito literário e hoje a ideia é aprofundar mais sobre a minha humilde visão sobre esse assunto…

a-culpa1

Apesar de ter os meus gêneros preferidos, tento ler de tudo um pouco (mesmo com tantos textos da faculdade, rsrs), mas muitas vezes caímos na “vibe” de ler somente algum gênero específico ou nosso autor preferido de todos os tempos. É evidente que quando começamos a ler nos focamos mesmo em algo bem específico e ao longo do tempo, geralmente, começamos a expandir a nossas leituras. O problema muitas vezes começa quando estamos nessa fase de ler somente a mesma coisa…

colecao-completa-harry-potter

É muito comum ver várias pessoas criticando o gosto literário alheio, já perdi a conta de ver tantas críticas por ler determinado livro ou autor do momento, ou até frases de que tal tipo de livro não acrescenta nada na minha vida, inacreditável não é? Acredito que antes de qualquer coisa, um livro não tem a obrigatoriedade de ser tão intenso e profundo a fim de mudar a sua vida, não mesmo, justamente porque inicio um novo livro estou mais interessada na experiência que ele pode me trazer.

Crepúsculo 8 grande

Muitos dos que estão habituados a ler os livros clássicos criticam as “modinhas”, principalmente dos livros que são adaptados para o cinema (o que tem sido muito frequente nos últimos anos) por considerarem esses livros muito comerciais com o objetivo apenas de vender e obter o maior lucro possível, seja pelas bilheterias ou pelas livrarias. Esses livros são considerados superficiais, fracos e até mesmo desnecessários.

50 tons

Eu acredito que TODO MUNDO GOSTA DE LER, SIM TODO MUNDO, o problema é que não encontrou o tipo de livro que lhe agrada, então é natural ver muitos lendo os livros do momento e depois começar a buscar coisas diferentes e mais densas. Imaginem uma pessoa que não tem o hábito de ler e já começar com Machado de Assis ou José de Alencar (leituras obrigatórias de vestibular), as chances dela voltar um livro desse porte é muito baixa, ou ter uma experiência agradável é menor ainda. Isso pode até explicar porque muitas pessoas quando estão no ensino médio saem traumatizadas por ter a obrigação de ler os livros clássicos, hahaha

Querido-John

No meu caso comecei a ler somente um gênero e depois de fazer pesquisas comecei a me interessar por outros livros e assuntos, sejam eles mais clássicos ou contemporâneos. Já li Jane Austen, George Orwell, Emily Bontë, Machado de Assis, Jorge Amado e muitos outros, sem nenhum problema.

Acredito que independente do livro o importante mesmo é ler, e cabe somente ao leitor decidir se o quanto o livro é bom individualmente à sua preferência, se acrescenta algo ou não, ou se deve expandir seu gosto literário. E essa é também uma das missões da Bookaholic Girl: contribuir para o fim do preconceito literário!

Anúncios

2 comentários em “Sobre as “modinhas” do universo literário…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s