Resenha | Tudo e todas as coisas, de Nicola Yoon

Oies Bookaholics!

3 ★

Everything, everything – Tradução: Amanda Orlando – Novo Conceito – 2016 – 304 Páginas

“Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.”

Esse livro foi muito falado nos últimos anos, principalmente após a adaptação para o filme em 2017. Para mim, a história foi bem mediana nos dois formatos. Mas, acho importante destacar primeiramente os pontos positivos. Temos uma protagonista negra e um romance interracial, que mesmo não tratando de questões relacionadas ao racismo é assertivo na representatividade. Sim, como o livro tem como público alvo os jovens, sua leitura é rápida e envolvente, ideal para impulsionar o hábito da leitura para quem está começando.

Entretanto, os temas abordados focaram apenas na superfície. A escrita da autora em primeira pessoa não conseguiu trabalhar adequadamente assuntos que mereciam mais destaque, como transtornos mentais e violência doméstica. Para quem já tem experiência com outras histórias do gênero Young Adult,  pode sair frustrado, já que outros autores conseguem aprofundar melhor os temas que se propõem a desenvolver. 

Em relação ao filme, eu tinha esperanças da história funcionar melhor, uma vez que a percepção que tive foi de que o livro mais parecia um roteiro para cinema. Mesmo com a atuação da Amandla Stenberg (a Starr de O ódio que você semeia), as escolhas da direção e roteiro deram ênfase ao romance, deixando de lado outras questões importantes como os problemas do Olly.

Dessa forma, a história não me convenceu. O plot twist do final deixou muito a desejar, assim como todo o desenvolvimento de uma trama que tinha grande potencial. É um livro bom, que eu recomendo, mas com a ressalva: não coloque muitas expectativas.

E você, já leu Tudo e todas as coisas

Até o próximo post.

Compre na Amazon, utilizando este link você não paga nada a mais e eu recebo uma pequena comissão para continuar meu trabalho.

Redes sociais *Skoob/ *Goodreads/ *Instagram/ *Facebook/ * Filmow

um comentário

  1. Ahhh que pena! Eu gostei muito da autora com O sol também é uma estrela – não sei se você já leu, fiz até uma resenha no meu blog – e o filme é ótimo. Mesmo não tendo gostado muito do filme Tudo e todas as coisas estava pensando em dar uma chance, porque O Sol também é uma estrela é maravilhoso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: