[10 séries para 2020] Black Earth Rising: sobre o genocídio em Ruanda e tramas políticas

Oies Bookaholics!

Black Earth Rising é uma daquelas séries pouco conhecidas porque está escondida no catálogo da Netflix. O foco principal da série é tratar sobre um acontecimento histórico devastador: o massacre de quase 1 milhão de pessoas de Ruanda na África, numa trama repleta de mistérios e suspense.

74f833e9dfc3c7406eab4ddc3277898ce76e16aa (1)

Kate Ashby (Michaela Coel) foi resgatada quando criança do genocídio de Ruanda. Vivendo em Londres e trabalhando para o advogado Michael Ennis (John Goodman), a mãe de Kate enfrenta um caso envolvendo um líder de milícias africanas que tenta arruinar suas vidas para sempre.

Além da temática principal, outro motivo que me fez incluir Black Earth Rising na minha lista de 10 séries para 2020 foi por esta série ser bem curta, tem apenas 8 episódios que duram em média 1 hora, ou seja, dá pra assistir numa boa sem se ficar pensando que ainda terá muitos outros episódios.

A série foi uma aula de História, já que eu não tinha ideia do genocídio em Ruanda em 1994, algo ainda bem recente, foi há quase 26 anos atrás. Acho que muito disso parte da nossa falta de conhecimento sobre os países africanos, já que temos uma tendência a enxergar o continente africano como um todo, e não em diferentes países com diferentes culturas.

Acho que isso também influenciou a minha pequena jornada na trama. A maneira como foi desenvolvida foi um tanto complexo para mim. Era muito difícil relacionar os acontecimentos do presente com os fatos do passado, e ainda, saber em quem confiar, visto que no primeiro episódio há mistério em torno da identidade da protagonista Kate Ashby.

50340b0d7a9af4208ed2f0eb35405e100c-22-michaela-coel.rsquare.w1200

A personagem é interpretada por Michaela Coel, que eu já conhecia da série de comédia Chewing Gum. Aqui a atriz está espetacularmente incrível ao representar uma sobrevivente do genocídio que carrega diversos trauma psicológicos. As cenas carregam uma potência dramática alternando com uma personalidade forte e explosiva de uma jovem que busca por respostas e não sabe ao certo em quem confiar. Kate é de longe a melhor série, e é por esta personagem que conseguimos amarrar as pontas  dessa trama. Há também outros personagens que relatam suas experiências no massacre, é agoniante acompanhar tudo, mas a atuação de Michaela Coel me deixou muito impressionada, mostrando a versatilidade da atriz e quero acompanhar seus demais trabalhos.

Toda a política envolvida em Black Earth Rising é complexa também. Há ainda muito preconceito sobre as capacidades dos países africanos em resolver diversos crimes. Por isso há tanto intervenção de outros países como Reino Unido, Estados Unidos e Suíça para assumir os julgamentos. No entanto, pelos personagens que trabalham em diversos órgãos relacionados a esses julgamentos a gente não consegue entender muito bem qual é o real interesse e o porquê eles têm um acordo sobre um mistério do passado. Assim como a protagonista, nós espectadores não conseguimos confiar em ninguém, porque a toda hora há algo que mostre que eles estão mentindo.

Com a revelação do mistério principal se evidencia que na política tudo é muito nebuloso e muitos estão motivados apenas por seus próprios interesses, independente da morte de milhares de pessoas. Mais ainda, a importância de preencher as lacunas do passado, como diria Walter Benjamin*, para que a História não seja apagada e suas vítimas esquecidas.

 

  • Ensaio: Sobre o conceito de História.

 

Até o próximo post.

Redes sociais *Skoob/ *Goodreads/ *Instagram/ *Facebook/ * Filmow

 

 

3 Comentários

  1. Oi, Cah,

    Pra mim, o livro Baratas da Scholastique Mukasonga também foi uma lição de história sobre o massacre de Ruanda. Eu sabia que havia acontecido, mas não conhecia muita coisa e nem que era tão, tão recente. É assustador demais. Eu vi quando a série foi lançada na época e acabei de esquecendo dela. Fiquei com vontade de assistir com o seu post. (Mas acho que vou esperar um pouquinho pra ver algo tão pesado assim.)

    Beijo,
    Brenda

    P.S.: Tá difícil ir aos correios aqui no interior, mas o livro Baratas é seu, tá? Ele ainda vai chegar até você. Haha =)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olha eu só respondendo agora, sorry! Fico muito feliz que você tenha gostado do post, e fiquei muito feliz por receber seu livro, assim que diminuir a pilha de pendências vou lê-lo ❤ ❤ Muito obrigada novamente! 🙂
      Bjos! Cah

      Curtir

  2. […] [10 séries para 2020] Black Earth Rising: sobre o genocídio em Ruanda e tramas políticas […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: