A Bookaholic Girl Indica | Matrix, Antes e O Poderoso Chefão: 3 trilogias para assistir na quarentena

Oies Bookaholics!

Tenho tentado enxergar o lado positivo do isolamento social e resolvi assistir a alguns filmes que queria há muito tempo, mas que nunca encontrava tempo disponível. Eu o boy nos aventuramos a assistir alguns clássicos do cinema e quero deixar a recomendação aqui para vocês também aliviarem um pouco a tensão da quarentena.

Matrix (Dir. Lana & Lilly Wachowski, 1999 – 2003)

Em um futuro próximo, Thomas Anderson (Keanu Reeves), um jovem programador de computador que mora em um cubículo escuro, é atormentado por estranhos pesadelos nos quais encontra-se conectado por cabos e contra sua vontade, em um imenso sistema de computadores do futuro. Em todas essas ocasiões, acorda gritando no exato momento em que os eletrodos estão para penetrar em seu cérebro. À medida que o sonho se repete, Anderson começa a ter dúvidas sobre a realidade. Por meio do encontro com os misteriosos Morpheus (Laurence Fishburne) e Trinity (Carrie-Anne Moss), Thomas descobre que é, assim como outras pessoas, vítima do Matrix, um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia. Morpheus, entretanto, está convencido de que Thomas é Neo, o aguardado messias capaz de enfrentar o Matrix e conduzir as pessoas de volta à realidade e à liberdade.

Eu tinha apenas 9 anos quando o primeiro filme de Matrix foi lançado e minha memória só guardava a imagem de pessoas vestidas de preto e óculos escuros desviando de balas em câmera lenta. Eu nunca fui muito fã de ficção científica e/ou fantasia, mas essa era uma série que eu gostaria de assistir adulta para entender melhor o conceito. Dos três filmes, o meu preferido é o primeiro por trazer diversas reflexões (filosóficas) sobre vida e liberdade, achei os demais (que não tinha assistido antes) foram um tanto cansativos para mim e focaram mais nas cenas de ação do que no conceito proposto no primeiro filme. Quer curtir filmes de ação e/ou estiver mais familiarizado com realidades alternativas provavelmente vai adorar.

Antes (Dir. Richard Linklater, 1995 – 2013)

Ontem estranhos, hoje, inseparáveis almas gêmeas. Mas eles terão que se separar em poucas horas. Jesse (Ethan Hawke) e Celine (Julie Delpy), dois jovens nos seus vinte e poucos anos, se encontram num trem na Europa, se identificam imediatamente e decidem explorar Viena juntos. As pessoas, lugares e os atraentes mistérios da cidade tornam-se seu novo itinerário. O amor é o seu destino. No caminho, eles compartilham suas esperanças, piadas, sonhos, preocupações e admiração. É um dia para durar em suas memórias. E uma homenagem aos amores eternos.

Confesso que não sabia que era uma trilogia, mas no geral adorei. Antes do amanhecer, Antes do pôr-do-sol e Antes da meia-noite é uma trilogia para os fãs de romance. Acompanhamos um casal ao longo dos anos, as idas e vindas após se conhecerem num trem. Os filmes se baseiam nos diálogos entre os personagens enquanto andam pelas cidades europeias. Não tem nada de mirabolante ou algo engenhoso no roteiro, mas eu gosto quando a arte retrata o “mundo real com pessoas reais”. Claro que fiquei indignada com algumas atitudes dos personagens, porque poderiam ter evitado alguns desencontros, mas mesmo assim vale muito a pena para refletir sobre os acasos e as decisões que fazemos durante a vida, principalmente nos relacionamentos amorosos.

O Poderoso Chefão (Dir. Francis Ford Coppola, 1972 – 1990)

Em 1945, Don Corleone (Marlon Brando) é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma apadrinhar várias pessoas, realizando importantes favores para elas, em troca de favores futuros. Com a chegada das drogas, as famílias começam uma disputa pelo promissor mercado. Quando Corleone se recusa a facilitar a entrada dos narcóticos na cidade, não oferecendo ajuda política e policial, sua família começa a sofrer atentados para que mudem de posição. É nessa complicada época que Michael (Al Pacino), um herói de guerra nunca envolvido nos negócios da família, vê a necessidade de proteger o seu pai e tudo o que ele construiu ao longo dos anos.

Essa trilogia é para os que adoram filmes baseados em acontecimentos históricos. Passamos desde a imigração italiana, as duas grandes guerras e até mesmo a revolução cubana, tudo permeado pelas ações da família Corleone, máfia italiana dominante em diversos territórios. E você deve estar se perguntando, porque quase aos trinta anos eu finalmente assisti, e digo, por mais que estava curiosa por ser uma história tão reverenciada eu tinha preguiça. Os filmes são longos, inclusive o segundo chega a ter 3 horas e meia. Quem é fã de cinema não pode deixar de assistir, e digo mais, vale super a pena por conhecer a cultura italiana, a importância da família e a figura tão amada e temida do “padrinho”.

E vocês, já assistiram a alguns desses filmes? Me digam nos comentários, vou adorar saber! 😉

Até o próximo post.

Redes sociais *Skoob/ *Goodreads/ *Instagram/ *Facebook/ * Filmow

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: