[10 séries para 2019] Big Little Lies: livro x série

Oies Bookaholics!

Eu li Pequenas Grandes Mentiras da autora Liane Moriarty em 2017 e se tornou um dos meus livros favoritos da vida ❤ Quando saiu a adaptação feita pela HBO eu fiquei postegando em assistir à série, ainda mais quando foi divulgado que sairia a 2ª temporada. Como sou daquelas que não tem paciência de assistir um episódio por semana, esperei que todos os episódios estivessem disponíveis para assistir tudo de uma vez.

Bom, diante dessa pequena introdução quero deixar claro que as minhas impressões da série são muito baseadas nas minhas impressões do livro, e por isso, considero (julgo) principalmente a 1ª temporada como adaptação literária.

E se preparem porque haverá spoilers!

Big-Little-Lies-Poster-1

Big Little Lies conta na equipe de produção com as atrizes Reese Whiterspoon e Nicole Kidman, que também atuam na série nos papeis de Madeline e Celeste, respectivamente, além da atriz Shailene Woodley como Jane no trio de protagonistas. A direção da primeira temporada foi feita por Jean-Marc Vallée e na segunda por Andrea Arnold. No geral posso dizer que a fotografia e a trilha sonora da série me agradaram muito, principalmente por conhecer Leon Bridges e me encantar com suas músicas ❤ As atuações das atrizes estão incríveis, nas duas temporadas e pqp, conseguiram transmitir muito bem as aflições das situações de que estavam passando, não por acaso a série recebeu diversos prêmios pelas atuações. Mas vou abordar alguns pontos específicos em cada temporada.

 

Sobre a 1ª temporada

Eu não tive problema algum em seguir ou me acostumar com a série, o que geralmente acontece quando começo uma série nova, mas como eu já conhecia a história e os personagens para mim foi muito mais rápido assistir, porque eu já esperava pelo que aconteceria. Tratando como adaptação, o ritmo da série é muito bom e tenta reproduzir o romance de Liane Moriarty ao colocar o suspense no primeiro episódio sem dizer quem e porque morreu, além de alternar diversos pontos de vista e linhas temporais a partir de flashbacks, assim como os pensamentos dos personagens. Não achei ruim a história na série se passar nos Estados Unidos em vez da Austrália, mas seria interessante sair do modelo norte-americano de vez em quando. Lembro que quando eu li o livro eu tive dificuldade de imaginar essa comunidade rica em que os filhos frequentavam uma escola pública, o que para a nossa cultura não fazia nenhum sentido.

Um dos pontos essenciais trabalhados era o relacionamento abusivo, e a forma com que a violência doméstica é representada me agradou muito porque mostra que atitudes agressivas e manipulação não depende só de álcool ou drogas como justificativas, tanto que a cada cena de Celeste e Perry juntos eu ficava aflita, porque do nada poderia sair algum tipo de violência contra a mulher para depois acabar em sexo doentio. Na verdade até quando Perry brincava com os filhos gêmeos fingindo que era um monstro me assustava. Eu gostaria de reforçar esse ponto porque recentemente tenho lido livros com essa temática e a forma que a violência vem sendo representada nem sempre me agradava, mas em Big Little Lies mostra o ciclo da violência e porque a mulher continua num relacionamento tão tóxico.

Eu senti que a essência do livro estava li: as crianças e o ambiente competitivo das mães e os diferentes tipos de mães e a relação com os seus filhos, as brigas, etc. Mais do que isso, os relacionamentos familiares, as rupturas e as harmonias ali retratadas de forma tão crua e verdadeira, muito baseadas também nas aparências. Mas apesar de gostar da adaptação alguns pontos me incomodaram, claro que por conta de orçamento é impossível trazer todos os personagens e ações, mas algumas decisões eu não entendi.

Não lembrava de Madeline ter um caso quando li o livro, mas não gostei da forma que foi colocado na série, isso porque com apenas 7 episódios eu senti falta de outros pontos serem melhor trabalhados, em vez de inventar um drama novo. Isso porque a questão da Abby, filha de Madeline de sue primeiro casamento com Nathan, leiloar a sua virgindade na internet ficou muito raso e mal explorado, a própria forma com que Madeline descobre e como reage ficou muito “ah ta”, e aí ela resolve contar pra filha que teve um caso? Eu fiquei: “wtf???”.

Outro ponto que também me desagradou foi que quando Jane revela para Madeline como foi o seu estupro ela deixa claro que o agressor tinha tentado estrangulá-la, além das questões de auto-estima por ele falar do corpo dela, mas o primeiro ponto era de extrema importância, visto que o estrangulamento é repetido por um dos gêmeos na escola, o que gera toda a comoção e brigas entre os pais durante toda a primeira temporada. No fim gostei no geral da forma com que o livro foi adaptado e estava bem curiosa com o fariam na temporada seguinte.

Sobre a 2ª temporada

Logo de cara preciso dizer que a cada episódio eu assistia os vídeos da Carol Moreira  comentando sobre a série e adorei, inclusive recomendo demais! Como a segunda temporada seria algo novo que não tinha nos livros, eu queria saber como seria a relação após o assassinato de Perry e a relação das mães Madeline, Celeste, Jane, Bonnie e Renata, testemunhas do crime. Como era tudo novo eu estava mais fissurada nessa temporada do que propriamente na primeira, em que eu já esperava pelo que iria acontecer, tanto que preferi ficar em casa terminando os dois últimos episódios em vez de ir cedo para a FLIPOP (em breve terá post sobre esse evento 😉 ).

biglittleliesheader-696x463.jpg

Além disso, o grande destaque e nome de peso que passa a compor o elenco da série é Meryl Streep que chega como a mãe de Perry e inferniza não só a vida de Celeste, como as das demais mulheres envolvidas na morte do filho. Esta personagem é dissimulada e manipuladora! Mas, ao mesmo tempo que gostei de ter essa grande atriz no elenco, o roteiro deixou a desejar, porque tudo o que plantado durante os 6 episódios foram abafados no último, como se nada tivesse acontecido e isso me deixou muito decepcionada. Desde a provocação sobre a suspeita do assassinato do filho que ela tem certeza de que não foi a um acidente, até a briga pelas guardas dos netos, a relação com a Jane dizendo que ela provocou o estupro, etc…

the-meryl-streep-memes-were-lit-after-big-little-lies-premiered-1200x675.jpg

Falando em Jane por mais que foi interessante ver ela tentando um novo relacionamento após o trauma após o estupro, eu não gostei, rs. Isso porque no livro ela começa a se relacionar com o Tom, o dono do café que todo mundo achava que era gay. No último episódio da última temporada eles até saem juntos, mas na segunda o cara nem aparece, nem há uma justificativa para o que aconteceu com ele. Sei que teve algum lance de produção de que não utilizaram o mesmo lugar para as filmagens, mas enfim, Tom desenvolve um papel fundamental para Jane no livro.

Novos pontos foram abordados na série e eu gostei muito, como a falência de Renata por conta do marido Gordon e a relação de Bonnie (Zoë Kravitz arrebentou nas interpretações, inclusive) com seus pais. Ainda, a relação de Madeline com Ed após ele descobrir que ela teve um caso, aproveitando, vi que muitas pessoas achavam o Ed chato, mas eu gosto desse personagem, principalmente quando ele brigava com Nathan, o ex-marido de sua esposa. Mas o que fica de fato nessa segunda temporada é o estado psicológico dessas personagens após a morte de Perry, em particular Celeste, a esposa que parece estar totalmente independente do marido falecido, e Bonnie, quem de fato o empurrou.

Vi que algumas pessoas colocaram que essa segunda temporada nem precisava ter acontecido, mas eu gostei, apesar de vários pontos ficarem em aberto, como se Abby vai para a faculdade ou não e principalmente o que acontecerá já que a série acaba com as 5 mulheres indo à delegacia, o que não descarta uma possível terceira temporada, talvez?  e outros serem reduzidos a nada, como eu mencionei anteriormente sobre a personagem de Meryl Streep.

 

Mais uma série concluída entre as 10 séries para assistir em 2019 e aguardem que em breve tem mais! 🙂 Se assistiram Big Little Lies ou leram o livro me digam nos comentários o que acharam, vou adorar saber! 🙂

 

Até o próximo post!

 

Redes sociais *Skoob/ *Goodreads/ *Instagram/ *Facebook/ * Filmow

 

 

 

8 Comentários

  1. Mark Presley · · Responder

    Só vi a primeira temporada da adaptação do livro e adorei a trama e o trabalho incrível das atrizes. Nunca li o livro, fiquei agora muito curioso!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Primeiramente seja muito bem-vindo! A trama é maravilhosa, e sim, leia o livro, com certeza vc irá amar assim como a série 😉

      Curtir

  2. Oi Camila, vendo muitos filmes (séries), não é? As minhas são duas, e filmes mesmos, nenhum, nem livros de histórias. Comecei agosto zerinho dos meus livros. Abraços.

    Curtir

    1. Haha olha, ultimamente sim! rs Boas leituras e boa séries para vc nesse mês de agosto 😉

      Curtido por 1 pessoa

  3. Tábata Uchoa · · Responder

    Oieeee!!! Eu também amo esse livro!! Tenho que ver a série ainda, mas acho que vou adorar! Vou aproveitar que to de férias do trabalho pra assistir o quanto antes. Bjsss

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies Tábata! Esse livro é incrivelmente incrível hahaha. Aproveita as férias e assistia sim, são apenas 7 episódios de 50 minutos e vc consegue matar tudo em até mesmo um dia, quem sabe? rs E depois vou querer saber a sua opinião, viu?! 😉

      Bjos

      Curtir

  4. […] via [10 séries para 2019] Big Little Lies: livro x série — A Bookaholic Girl […]

    Curtido por 1 pessoa

  5. […] Me dediquei a três delas, entre elas a segunda temporada de Big Little Lies, que eu já tinha assistido à primeira temporada no final de julho, terminando as duas fiz um post comparativo estre as histórias nos dois diferentes formatos – livro e série [10 séries para 2019] Big Little Lies: livro x série. […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: