[10 séries para 2019] Sex Education: vale mesmo a pena?

Oies Bookaholics!

Continuando o desafio de 10 séries para assistir em 2019 hoje quero falar das minhas impressões sobre Sex Education, uma série de comédia britânica criada por Laurie Nunn com direção de Ben Taylor e Kate Herron. A série ganhou bastante destaque e repercussão com a estreia da sua primeira temporada no início de 2019 na Netflix.

sex-education-netflix-review

Otis Thompson (Asa Butterfield) é um virgem com ansiedade social que é filho de uma terapeuta sexual (Gillian Anderson). Por ter crescido cercado por manuais, vídeos e conversas abertas sobre sexualidade, ele torna-se um expert no assunto – mesmo que contra sua vontade. Com a ajuda de Maeve (Emma Mackey), ele inicia uma clínica clandestina dentro da escola, ajudando os colegas com problemas sexuais em troca de dinheiro.

Primeiro detalhe que me chamou atenção nessa série foi que pelo sotaque percebi que a série era britânica e fiquei muito feliz por isso, já que quero não me limitar a consumir conteúdos somente do império norte-americano. Mas enfim, eu estava com altas expectativas para essa série por conta de todo o hype, tanto que foi uma das séries que me indicaram muito no instagram no início do ano quando eu pedia sugestões.

Por ser uma série com apenas uma temporada disponível e com apenas 8 episódios pensei que assistiria tudo numa sentada só, mas na verdade precisei de 3 dias. Eu demoro um pouco para me adaptar e me familiarizar com uma série e confesso que até o quarto episódio eu não estava achando nada de mais, e até comentei no Facebook que estava esperando por tudo aquilo que tanto disseram.

Talvez por ter acabado de assistir Grace and Frankie, uma série que totalmente ao oposto por trazer personagens idosos e vivendo situações e dramas diferentes da adolescência em Sex Education. Outro ponto que influencia também, nesse sentido, é a duração dos episódios, enquanto a primeira os episódios não passavam de 30 minutos, nessa outra série era difícil me manter focada nos quase 60 minutos de cada episódio, isso dizendo na primeira metade da série.

Até que do 5º episódio em diante eu fiquei fissurada pelos personagens e pelas tramas. Mas ressalto: Sex Education não traz nada de mirabolante ou excepcional, são personagens comuns, na faixa etária da adolescência e todos aqueles dramas. Alguns personagens e acontecimentos são clichês e muito previsíveis, a gente sabe o que vai acontecer e até espera por isso, porque são o tipo de história que a gente gosta de assistir, eu pelo menos adoro!

Certamente o diferencial da série é a abordagem que faz sobre sexo, as descobertas da sexualidade e do corpo e de forma tão aberta, natural e cômica que a gente não se sente inibido de pensar sobre aborto, masturbação feminina, libido e relacionamentos homoafetivos. Claro que achei um pouco desnecessário exibir os seios de algumas atrizes em algumas cenas porque o mesmo não ocorre com tanta frequência com a exposição dos corpos masculinos, mas enfim. A série se diferencia das demais séries adolescentes que assistia durante a minha adolescência (como One Tree Hill, por exemplo) por trazer mais representatividade em seus personagens: tem negros, brancos, indiano, gays, lésbicas, gordos, magros e não somente aqueles estereótipos que estamos acostumados.

O relacionamento entre pais e filhos também é retratado na série e sob diferentes perspectivas: pais amorosos, pais autoritários, pais totalmente negligentes e uma mistura do não saber lidar com as transformações que seus filhos vem passando numa fase tão conturbada da vida. E isso também se reflete nas expectativas que os pais têm em relação aos filhos e a que os filhos têm  aos seus pais, o que resulta em cenas com uma carga emocional em nível alto.

Os atores Asa Butterfield, Emma Mackey e Nicuti Gatwa que interpretam os personagens principais Otis, Maeve e Eric, respectivamente estão incríveis. Maeve me lembrou muito a Alaska (Quem é você, Alaska, de John Green), Otis é qualquer nerd e Eric é meu preferido, muito pela atuação de Nicuti Gatwa! Também gostei muito da atriz Gillian Anderson como mãe de Otis também está maravilhosa.

 

 

Spoilers!

  • O episódio em que há a exposição da foto da vagina mostra que mesmo com a rivalidade feminina as mulheres podem e conseguem deixar suas diferenças de lado para se protegerem;
  • O episódio em que Maeve faz o aborto é bem retratado ao mostrar diferentes perfis de mulheres na clínica;
  • Quase fui às lágrimas com o episódio em que o Eric foi agredido porque estava vestido de mulher, e depois a forma com que ele reagiu a esse fato nos episódios seguintes;
  • Foi ficando óbvio que aconteceria alguma relação entre Adam e Eric devido ao ódio que sentiam um pelo outro e pelas atitudes opressoras de Adam;
  • Já que a série é estruturada a partir de vários clichês, também vai ficando óbvio que Maeve só olharia par Otis com outros olhos quando visse ele com outra;
  • Sobre o relacionamento de Ola e Otis, gosto!
  • Fico me perguntando como será na próxima temporada: a mãe de Otis manterá seu relacionamento com o pai de Ola, Adam voltará do colégio militar e como será sua relação com Eric, Maeve será expulsa do colégio, fará algo para conquistar Otis?

 

 

 

Eu estou ansiosa para a próxima temporada já que vários pontos da trama ficaram em aberto e estou viciada nessa história. Se já assistiram Sex Education me digam nos comentários o que acharam e quais são as suas suposições para a próxima temporada, que ainda não tem data de estreia.

 

Até o próximo post!

 

Redes sociais *Skoob/ *Goodreads/ *Instagram/ *Facebook/ * Filmow

13 Comentários

  1. Siiiiim, vale muito a pena! Hahaha Também só assisti por causa do hype e quase sempre me decepciono, mas esta foi uma rara série que superou o hype pra mim. É engraçada, depravada e tão sensível. Personagens incríveis, elenco maravilhoso (AMO o Eric)… Enfim, pra mim valeu muito. Eu adoro como TUDO é tão subjetivo, né? Eu me arrastei durante toda a 1ª temporada de Grace and Frank e, mesmo sabendo que o propósito é excelente e ela tem uma representação legal, achei muito chatinha.

    Beijo, Cah!
    https://sobrelivrosetraducoes.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies Brenda! Ah formamos então o #TeamEric ❤ Estou louca para a próxima temporada haha. E olha, Grace and Frankie eu achei estranho no começo, mas quando percebi estava na 3ª temporada e já estava tão apegada, e olha que eu não sou muito fã de filmes e séries de comédia, rs.

      Bjos

      Curtir

  2. Amo essa série. Ela consegue abordar temáticas, que podem ser um tabu para algumas pessoas, de uma forma leve e divertida e mesmo assim passar a seriedade de cada tema. É boa demais!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, esse foi o motivo principal que me fez gostar tanto dessa série ❤

      Curtir

  3. Nossa, essa é uma série que ainda não assisti justamente pq TODO MUNDO me surtou pra assistir ela! E eu tenho problemas com coisas com hype elevado, pq tendo a ter expectativas mto altas e daí quase sempre quebro a cara, então acabo não assistindo com medo HAHAHAHAHHAAH, mas as suas impressões me deixaram mais com o pé no chão e assim que tiver um tempinho vou tentar conferir 😀

    P.S.: tbm sou doida pra assistir Grace and Frankie, porém CADÊ TEMPO MEU DEUS?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies Pam! Mulher eu tbm sou muito do contra hahaha, tanto que não assisti ainda La Casa de Papel e Stranger Things (essa nem sei se vou assistir na vdd). Mas de vdd, o começo é meio sem graça até, mas depois melhora 😉 Depois que assistir vou querer saber a sua opinião! Mulher, em relação ao tempo vc disse tudo: acho até um milagre eu conseguir assistir Sex Education no ano de lançamento, pq Grace and Frankie estreou em 2015 e só consegui ver nesses dois últimos meses hahaha. Uma hora vai! 😉 Bjos da Cah

      Curtido por 1 pessoa

      1. La Casa de Papel tbm não assisti pq todo mundo tava sempre enchendo o saco e depois vi várias pessoas dizendo que não era tudo isso, daí que desisti de vez mesmo. Mas olha que o Stranger Things vale, viu? Pelo menos se vc curte uma pegada fantasia/sobrenatural, fora a ambientação da série que é incrivel ♥ lembro que assisti no dia q estreou (a pegada anos 80 me conquistou nos trailers) e acabei virando a noite e assistindo todos os episódios de uma vez com meu irmão e minha mãe (e ela ODEIA maratonas, mas não conseguiu dormir sem terminar hahahahahha)… então vale!

        Assim que eu conseguir assistir Sex Education e Gracie and Frankie eu venho aqui te contar 😀

        Bjsss ♥

        Curtido por 1 pessoa

        1. O meu pé atrás com Stranger Things, além do hype, é essa atmosfera de fantasia/sobrenatural que eu não curto muito, nem para livros, filmes, etc, aí nem me interessei na vdd. Mas, quem sabe um dia, fiquei até curiosa com os seus comentários! No aguardo 😉

          Bjos

          Curtido por 1 pessoa

          1. Aaaah, então faz sentido! Eu amo tudo relacionado à fantasia, sobrenatural, ficção, etc… então a série é um prato cheio pra mim HAHAHAHAHHAHAHAHAH mas siga seu coração ♥

            Bjss

            Curtido por 1 pessoa

  4. Não dei muita bola pra essa série, apesar do hype. Essa coisa de histórias de adolescentes me cansa rs Acho que vou dar uma chance. Como você disse, pelo menos é curtinha. Apesar disso, tô vendo uma série com adolescentes (e não para adolescentes) muito boa, mas que é bem pesada. Euphoria, ouviu falar? Eu tenho que assistir aos poucos, porque fico até mal rs.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Mari, dá para dar umas risadas, hahaha. E não, não conheço Euphoria, vou pesquisar e nossa, deu até aflição pelo que você disse! rs

      Curtir

  5. Lendo bastante, três livros em onze dias, e com isso nem vendo filmes/séries, nem entrando na internet. Boa noite!

    Curtido por 1 pessoa

  6. […] Começando pelas séries, eu assisti três, mas a única que pude completar foi a primeira e única temporada de Sex Education, e tem um post aqui no blog sobre as minhas impressões: [10 séries para 2019] Sex Education: vale mesmo a pena? […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: