Leituras de Janeiro 2019 | Férias, calor de matar e 4 livros lidos

Oies Bookaholics!

Parecia que ontem estávamos nos despedindo de 2018 e o Janeiro de 2019 já está no fim! Vou compartilhar com vocês as poucas leituras que acabei fazendo durante as minhas férias, let’s go?!

Leituras de Jan 2019 (1).png

Eu não tinha muitas expectativas de ler muito durante o mês de janeiro, pois a minha prioridade era assistir séries e filmes, principalmente séries. Eu até comecei a ler vários livros ao mesmo tempo, mas era muito difícil conseguir me concentrar com esse calor.

Não sei vocês, mas parece que esse verão era sinônimo de calor dos infernos, e olha que eu moro em São Paulo, que não é uma das regiões mais quentes do país. Enfim, como foi uma luta para mim dormir durante as noites eu passava a maioria dos dias como se fosse um zumbi (palavras da minha mãe). Por mais que eu seja habituada a ser mais matinal ficava o dia todo cansada, o mês passou voando e parece que não vi fiz basicamente nada. Se com você foi assim também, compartilha seu sofrimento comigo! rs

Alguns dos posts que rolaram nesse mês foram o de 8 Metas para 2019 e Diário da Faculdade | As disciplinas que cursei no 7º semestre. Os posts sobre filmes e séries sairão em breve, aguardem!

Como eu disse anteriormente eu iniciei diversas leituras, o que foi um erro. Alguns dos livros tinham algumas temáticas bem semelhantes e eu até cheguei a confundir as histórias e personagens. Ate comecei a ler dois livros para a faculdade, mas não adiantei muita coisa porque são livros em inglês e eu demoro mais tempo para ler, ainda mais sem conseguir dormir direito. Mas, fico feliz em dizer que consegui ler alguns dos livros parados da minha estante sem comprar nenhum livro novo, duas das metas que estipulei para 2019.

 

Por fim, os 4 livros lidos foram:

 

o_que_aconteceu_com_o_adeus_1331919339bO que aconteceu com o adeus (Sarah Dessen) ★★★★

Desde o amargo divórcio de seus pais, McLean e seu pai, um consultor de restaurante, se mudaram para quatro cidades em dois anos. Separada de sua mãe e da nova família de sua mãe, McLean seguiu com seu pai para deixar o passado infeliz para trás. E cada novo lugar dava-lhe a chance de experimentar uma nova personalidade: de líder de torcida a diva do drama. Mas agora, pela primeira vez, McLean descobre um desejo de ficar em um lugar e apenas ser ela mesma, quem quer que ela seja. Talvez Dave, o cara da porta ao lado, possa ajudá-la a descobrir.

Uma leitura bem gostosinha! Confiram: Resenha | O que aconteceu com o adeus, de Sarah Dessen 😉

 

aconteceu_naquele_verao_1480529019631788sk1480529019bAconteceu naquele verão: 12 histórias de amor ★★★★

Doze histórias apaixonantes de doze grandes escritores, entre eles Cassandra Clare, Veronica Roth e Stephanie Perkins.

Bem-vindos à estação mais ensolarada e apaixonante de todas! No verão, somos todos iguais, diz um dos personagens do conto “Mil maneiras de tudo isso dar errado”. No Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar do globo, uma coisa é certa: no verão, nossos corações ficam mais leves, mais corajosos, impetuosos e confiantes — talvez por isso esta seja a estação perfeita para se apaixonar… e Aconteceu naquele verão é o livro ideal para quem adora histórias de amor. Mas essa coletânea tem algo ainda mais especial. Algumas histórias têm uma pitada de estranheza, de mistério, um toque sobrenatural. Em “Cabeça, escamas, língua, calda”, a lagoa de uma cidadezinha é morada de um monstro marinho que só uma menina vê. No intrigante “Inércia”, dois grandes amigos há muito afastados vão se encontrar num quarto de hospital para uma última visita. No belo “O mapa das pequenas coisas perfeitas” é sempre dia 4 de agosto. Presos num loop temporal, dois jovens vão comprovar do que a força do amor é capaz. A lição é simples: o amor não escolhe lugar nem hora para surgir. Coloque seus óculos escuros e abra sua cadeira de praia, porque neste verão você terá doze motivos para suspirar e se apaixonar.

Mais uma leitura leve e gostosinha. Confiram: Resenha | Aconteceu naquele verão: doze histórias de amor 🙂

 

PENSEI_QUE_FOSSE_VERDADE_1469209688598747SK1469209688B.jpgPensei que fosse verdade (Huntley Fitzpatrick) ★★★

Um passado a ser esquecido. Um presente nada promissor. Um futuro a ser conquistado.
“O PARAÍSO À BEIRA-MAR.” “O SEGREDO MAIS BEM GUARDADO DA NOVA INGLATERRA.”
A ilha de Seashell, onde passei minha vida inteira, é tudo isso e muito mais. No entanto, a única coisa que eu quero é ir embora daqui. Gwen Castle nunca quis tanto dizer adeus à sua ilha natal quanto agora: o verão em que o Maior Erro da Sua Vida, Cassidy Somers, aceita um emprego lá como faz-tudo. Ele é um garoto rico da cidade grande, e ela é filha de uma faxineira que trabalha para os veranistas da ilha. Gwen tem medo de que esse também venha a ser o seu destino, mas, justamente quando parece que ela nunca vai conseguir escapar do que aconteceu – ou da ilha –, o passado explode no presente, redefinindo os limites de sua vida. Emoções correm soltas e histórias secretas se desenrolam, enquanto Gwen passa um lindo e agitado verão lutando para conciliar o que pensou que fosse verdade – sobre o lugar onde vive, as pessoas que ama, e até ela mesma – com o que de fato é.

Esse foi o único livro que não resenhei porque não gostei muito e como eu provavelmente traria mais pontos negativos do que positivo optei por não “desrecomendar” essa leitura. Eu achei as partes entre o passado e o presente confusos e que algumas temáticas não foram muito bem desenvolvidas pela autora. Eu torcia muito pela personagem e até não entendia bem o tão grande mistério, chegando a pensar que teria sido mais pesado. O livro fez parte de uma leitura em conjunto com a Pam Gonçalves e como eu tinha o livro em e-book achei que seria uma ótima oportunidade para lê-lo. A live de discussão foi interessante e vários problemas que enxerguei várias pessoas também enxergaram.

 

o_curioso_caso_de_benjamin_but_153048506110816sk1530485061bO curioso caso de Benjamin Button (F. Scott Fitzgerald) ★★★★

Nascer, crescer, envelhecer e morrer são etapas de todo destino e só a ficção permite imaginar outros rumos. F. Scott Fitzgerald (1896-1940) fantasiou a inversão da seta do tempo em O curioso caso de Benjamin Button, a saga de um homem que nasce velho e morre bebê. O autor conquistou fama aos 23 anos com um romance sobre a ascensão de um jovem, como ele, impaciente para conquistar o mundo. Logo encontrou mais de um estímulo para assumir o papel de ícone de uma era, os anos 1920, louca, impulsiva e acelerada. Uma nota em seu diário diz: A felicidade depende do bom desempenho das funções naturais, exceto uma envelhecer. Sua morte, aos 44 anos, exemplifica o lema viva rápido, morra jovem, um modo até hoje eficaz de alcançar a imortalidade. O curioso caso de Benjamin Button, publicado em 1922, combina fantasia e realismo para anunciar a busca por rejuvenescimento que convertemos em obsessão. Não falta, porém, melancolia a esta fábula que inverte a cronologia para concluir que no fim das contas tanto faz ganhar ou perder. 

Mais uma leitura que vem provar que ler livros clássicos não é difícil. Confiram: Resenha | O curioso caso de Benjamin Button, de F. Scott Fitzgerald 🙂

 

Me digam nos comentários quais foram as leituras que vocês fizeram durante o mês de janeiro, vou adorar saber! 😉

 

Até o próximo post!

 

armesan Cheese

 

 

Me acompanhem nas redes sociais *Skoob/ *Goodreads/ *Instagram/ *Facebook/ * Filmow

 

 

 

8 Comentários

  1. Obra poética completa de Federico Garcia Lorca, mas que venho lendo há tempos. É grande e chego ao último pedaço, ou livro. Espero que goste do meu livro! Como vi, leu obras bem legais. Abraços

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Ah que maravilha, vou esperar o calor diminuir para me concentrar 100% no seu livro! 😉 Bjos

      Curtido por 1 pessoa

      1. Ah que boa notícia!! Muito muito grata! Adorei suas dicas!! Anração

        Curtido por 1 pessoa

  2. O que você achou do livro (O Curioso Caso de Benjamin Button) em relação ao filme? Vi o filme logo que foi lançado mas confesso que não achei incrível. Geralmente gosto mais dos livros, mas esse ainda não tive oportunidade de ler, por isso pergunto! Obrigada! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Primeiramente seja muito bem vinda 🙂 Então, eu falo melhor sobre essa leitura no post resenha (https://abookaholicgirl.wordpress.com/2019/01/26/resenha-o-curioso-caso-de-benjamin-button-de-f-scott-fitzgerald/), mas ainda não vi o filme. Vi muitos comentários falando que eram bem diferentes e quando eu vi que o filme tinha quase 3 horas desanimei, rs. E sim, super concordo com vc, geralmente eu prefiro aos livros do que às suas adaptações!

      Cah

      Curtido por 1 pessoa

      1. Obrigada!! ❤

        Curtido por 1 pessoa

  3. […] JANEIRO 1. O que aconteceu com o adeus (Sarah Dessen) ★★★★ 2. Aconteceu naquele verão: 12 histórias de amor ★★★★ 3. Pensei que fosse verdade (Huntley Fitzpatrick) ★★★ 4. O curioso caso de Benjamin Button (F. Scott Fitzgerald) ★★★★ […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: