Resenha | Mentira perfeita, por Carina Rissi

Sobre a segunda leitura finalizada da Maratona Literária de Inverno 2017…

Oies Bookaholics!

Mentira Perfeita estava parado na minha estante há mais de um ano e finalmente consegui concluir a leitura 🙂 Eu estava em dívida porque eu até fui no evento de lançamento em São Paulo em março do ano passado (maiores detalhes: Lançamento e Bate-Papo | Mentira Perfeita), mas com a MLI 2017 fiz questão de colocar como prioridade 🙂 Este livro cumpriu 3 desafios da maratona: livro de capa azul, livro escrito por uma mulher e livro nacional. Lacrei não acham? rs 😛

O livro é um spin-off, espécie de continuação com outros personagens de Procura-se um marido, leitura que realizei em 2015 e fiquei apaixonada ❤ Confiram: Resenha | Procura-se um marido, por Carina Rissi 😉

mentira-perfeita

  • Título original: Mentira perfeira
  • Autora: Carina Rissi
  • Editora: Verus
  • País: Brasil
  • Gênero: Romance / Chick-Lit
  • Lançamento: 2016
  • 462 páginas
  • Classificação: 4/5

 

Sinopse: Com Mentira Perfeita, Carina Rissi prova mais uma vez que o seu forte é contar boas histórias, com ritmo acelerado e repletas de paixão, humor e reviravoltas. Júlia não tem tempo para distrações. Ela é brilhante e sempre se esforça para ser a melhor naquilo que faz; por essa razão, sua vida pessoal acabou ficando de lado. Algo que sempre preocupou sua tia Berenice. Gravemente doente, a mulher teme que Júlia acabe completamente sozinha quando ela se for. Júlia faria qualquer coisa qualquer coisa mesmo! por tia Berê e, em seu desespero para agradar a única mãe que já conheceu, inventa um noivo enquanto torce por um milagre… E então o milagre acontece: Berenice se recupera e, assim que deixa o hospital, gasta todas as suas economias com o casamento dos sonhos para a sobrinha. Como Júlia pode contar a ela que mentiu, com a saúde da tia ainda tão frágil? É quando Júlia conhece Marcus Cassani. Ele é irritantemente cínico, mulherengo e lindo de um jeito que a deixa desconfortável. Marcus também está enfrentando problemas, e um acordo entre eles parece ser a solução. Tudo o que Júlia sabe é que deveria se afastar de Marcus. Mas seu coração tem uma ideia muito diferente… Mentira Perfeita é um spin-off de Procura-se Um Marido, uma história que se passa no mesmo universo da primeira. Aqui você vai conhecer novos personagens inesquecíveis, além de rever aqueles que já moram no seu coração.

 

Carina Rissi tem o dom de nos envolver na história nas primeiras páginas. Com personagens marcantes fica impossível largar o livro. Eu me arrependo de não ter lido o livro antes, mas a experiência foi muito boa, foi muito bom me conectar com os personagens Alícia e Max ❤

E a #MLI2017 continua firme e forte por aqui…

Uma publicação compartilhada por A Bookaholic Girl Blog (@a_bookaholic_girl) em

 

A história é contada sob dois pontos de vista: o de Júlia e o de Marcus, irmão de Max. Júlia é uma mulher de 26 anos que tem um passado muito sofrido, sendo abandonada pela mãe que era viciada em drogas e sem saber quem é o pai é adotada pela tia Berenice, por quem nutre um amor infinito. Ela sempre faz de tudo para agradar as pessoas que ama para mantê-las por perto, no estilo mais nerd, Júlia é programadora e trabalha em uma das empresas de cosméticos da família da Alícia.

Eu nunca me socializei com facilidade, nunca fui capaz de conversar com pessoas que não conheço, como vejo os outros fazerem. Passei pela escola sem deixar saudade em ninguém, tenho certeza. Exceto, talvez nos professores. A questão é que as pessoas, uma hora ou outra, acabam te decepcionando. Era por isso que relacionamentos, de qualquer gênero, eram tão complicados para mim. Você conta com alguém, ama esse alguém, ama esse alguém de todo coração, e ele vai embora sem aviso. Aprendi isso muito cedo, e evitava a todo custo me relacionar. Doía demais quando as pessoas iam embora. (Pág. 21) 

Marcus é o típico cara adora curtir a vida, sem se apegar, sem muitos comprometimentos e relacionamentos sérios, afinal, ele precisa estar focado, se concentrar nas fisioterapias para se recuperar e voltar à “vida normal” que tinha antes do acidente de moto que o deixou em uma cadeira de rodas quatro anos antes. Marcus mora com Max e Alícia e quer morar em seu próprio apartamento, já que o casal está prestes a se casar, e Marcus quer voltar a ter sua independência, sem ter os cuidados “excessivos” dos familiares desde o acidente. Ele até volta para a faculdade com o intuito de ser um desenvolvedor de games, e ainda dá aulas de informática na instituição da família de Alícia.

Às vezes você se sente tão sozinho que parece estar à deriva no meio do oceano. Nada à frente, nada atrás, nada em lugar nenhum exceto as ondas que quebram sobre você, ameaçando engoli-lo. Mas algumas vezes – raras vezes – um ponto negro surge no horizonte e vai crescendo até se tornar a silhueta de um barco, até uma mão se esticar em sua direção e você sair do inferno.  Júlia era o meu barco, a mão estendida, o ponto negro no meu nada. (Pág. 334) 

O destino  dos dois se cruza quando Júlia precisa levar um documento para Alícia assinar justamente na instituição em que Marcus trabalha. Com alguns amigos em comum e ambos precisando de ajuda para solucionar seus problemas (Júlia mentiu para a tia dizendo que estava noiva e Marcus só poderia morar sozinho se tivesse um cuidador) eles se unem a fim de alcançarem seus objetivos, mas nem sempre as coisas funcionam como o planejado. Muitas confusões e desentendimentos percorrem durante todo o livro, fazendo-nos torcer imensamente pelo casal, entretanto os dois não se entendem desde o começo, apesar da forte atração que sentem um pelo outro.

20170727_181821.jpg

Além da escrita envolvente da Carina Rissi, outro ponto forte foi os temas abordados: o sofrimento de quem aguarda na fila de doação de órgãos, já que a tia Berê precisa urgentemente de um transplante de coração; o preconceito com deficientes físicos e toda uma crítica à falta de acessibilidade nos locais públicos; o abuso sexual contra mulheres e a questão da culpabilização da vítima, e o relacionamento familiar que envolve vários problemas como vício em drogas. Então sim, o clima era muito pesado, mas a autora conseguiu desenvolver de forma mais clara, transmitindo as ideias que queria transmitir para seus leitores.

Eu fiquei muito surpresa com um aspecto mais “hot” da história, várias cenas estão bem no estilo de Colleen Hoover (para quem já leu sabe muito bem do que estou falando, rs) e achei bem ousado esse lado da autora, já que eu não senti tanto isso em Procura-se um marido. Eu só fiquei pensando que grande parte do público que lê os livros da autora são adolescentes mais novas (pelo que percebo nos eventos com a autora) e talvez seria um pouco demais, mas quem sou eu para julgar ou para impor a censura?

Enquanto Procura-se um marido, Carina fez referência ao livro A arte da Guerra para compor a personalidade do vô Narciso, Mentira Perfeita faz referência em Jane Eyre da autora Charlotte Brontë, além de filmes antigos, para destacar a personalidade de tia Berê, uma mulher apaixonada por histórias de amor à moda antiga, romântica que trabalhou durante sua vida fazendo vestidos de noiva e que sonha casar a sobrinha, lhe proporcionando um casamento de seus sonhos.

O que eu acredito é que tudo acontece por um propósito maior. Se eu tive uma nova chance, devo aceitar e levar a vida da melhor maneira que eu puder. Vpocê devia seguir meu exemplo. Viver é arriscar, Júlia. (Pág. 385)

Eu só tenho que confessar que não amei o livro por conta de um certo ponto mais ao final da história. Há um plot twist, que seria sim muito aceitável se não fosse  pela carga emocional e todos os fatos que apareceram anteriormente, no livro acontece muitas coisas envolvendo os personagens por conta dos temas abordados, mas o desenvolvimento, a forma com que a reviravolta acontece me pareceu um pouco exagerado, e fiquei pensando naquelas coisas que só acontecem em filmes sabe? Mas nada que tire tanto o brilho da escrita da história.

Esta é uma história sobre amor, superação, auto conhecimento e aceitação. É saber dizer e demonstrar o que se sente sem ter medo, é se entregar, é se dedicar e fazer o que for possível para salvar quem se ama. É sobre acreditar, sobre ter esperança, ter fé. Tem ação, tem comédia, tem drama e algumas surpresas Super recomendo!

Até o próximo post!

EST. 2015

 

 

Me acompanhem nas redes sociais *Skoob / *Instagram / *Facebook / * Filmow

 

 

Anúncios

2 Comentários

  1. […] Levantei dois pontos que para mim foram pequenos problemas e vocês podem conferir tudo no post Resenha | Mentira perfeita, por Carina Rissi. Finalizei a leitura no início da manhã de domingo, no dia […]

    Curtir

  2. […] Confiram: Resenha | Mentira perfeita, por Carina Rissi […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: