Resumo e Leituras do Mês | Maio 2017

Oies Bookaholics!

Sem muita enrolação vou fazer um resumo geral de como foi o mês de maio para mim. O blog completou 2 anos de existência e fiz um fiz um post sobre (confiram: Aniversário do blog: Dois anos de A Bookaholic Girl) 🙂 Além disso, o blog também conseguiu a primeira parceria, que me deixou completamente surpresa e muito feliz ❤ (confiram: News #20 | Parceria com o grupo Coletivo Editorial).

O que mais aconteceu?

 

  • Eventos

O que mais rolou nesse mês foram eventos, e na maioria das vezes, eventos maravilhosos, experiências únicas! Para começar o mês eu viajei novamente para o sul de Minas Gerais e conferi a Flipoços 2017 | 12 ª Feira Nacional do Livro e Festival Literário de Poços de Caldas  além de encontrar e conhecer a Bia e a May, amigas e blogueiras parceiras ❤ Minha visita mensal à Biblioteca do Parque Villa-Lobos se deu por um momento muito interessante o Segundas Intenções | Bate-papo com João Anzanello Carrascoza.

O Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada – DTLLC da faculdade de Letras, promoveu a 2ª Jornada de Leitores e Leituras na Contemporaneidade – FFLCH / USP , e como nem tudo são mil maravilhas, relatei Sobre as minhas decepções com o Mochilão da Record 2017… Porque sinceridade aqui nunca é demais, rs 😉

 

 

  • Diário da Faculdade

Já que estamos falando sobre sinceridade, eu fiz dois posts para expressar as minhas angústias a cerca desse semestre hahaha… Já que não quero ficar o tempo mencionando o quanto esse semestre tem sido insano, vocês podem conferir: Diário da Faculdade | Como determinar prioridades? Socorro! e Diário da Faculdade | 5 coisas que (na maioria das vezes) me tiram da bad 🙂

 

 

  • Séries

Eu finalmente terminei de assistir Gilmore Girls, inclusive o revival da Netflix e preciso de um tempo para digerir tudo, rs … Minha intenção é fazer um texto super detalhado expondo todas as minhas sensações, mas provavelmente isso só será possível mês que vem com as férias da faculdade. Outra série que já comecei a rever foi Glee, e espero terminar antes que saia do catálogo da Netflix em julho. Estou no final da 5ª temporada e a 6ª é bem curta, oremos porque não quero ter que ficar procurando em outros lugares para assistir! 😉

 

  • Leituras do Mês

Finalmente falando sobre as leituras de maio…

Eu li o conto (enorme) “Pela Noite” do Caio Fernando Abreu, que faz parte do livro “Triângulo das águas”, isso porque há reuniões mensais com o Prof. Jaime Ginzburg, que ministrou no semestre anterior as aulas de Literatura Brasileira 2, e a ideia é manter o vínculo e continuar estudando textos de literatura contemporânea (confiram: Diário da Faculdade | Sobre cursar a melhor matéria do curso de Letras) ❤

Além disso, eu li 5 livros, dos quais apenas um tem resenha, sorry 😉 Mesmo porque boa parte deles foi leitura obrigatória da faculdade e para fazer trabalhos também… Não sei se vou fazer resenhas de todos, mas vou deixar a sinopse para vocês 🙂

 

21/60 – Diva (José de Alencar)

DIVA_1380632939B

Sinopse: Na infância, Mila foi salva da morte pelo dr. Augusto. Mulher feita, ela parece estar disposta a retribuir o bem com o mal: maltrata e humilha o médico que está perdidamente apaixonado por ela. O que pretende Mila? Em Diva, José de Alencar retrata a vida da sociedade fluminense do século XIX, investigando a psicologia de uma mulher – Emília – Divina e Fatal.

A obra faz parte da fase do Romantismo brasileiro, e minha surpresa ao receber a orientação do professor para relê-lo para pensar na minha hipótese para o trabalho de avaliação em Literatura Brasileira 3, rs.

 

22/60 – O caminho para casa (Kristin Hannah)

O_CAMINHO_PARA_CASA_566612981B

A única resenha disponível nesse mês faz parte do Projeto Quatro por 4 e vocês podem conferir a resenha completa minha e de mais 3 blogs!

 

23/60 – O bom soldado (Ford Madox Ford)

O_BOM_SOLDADO_1326414991B

 

Sinopse: Publicado originalmente em 1915, O bom soldado é um marco do modernismo inglês. Dois casais de amigos tecem um enredo de decepções amorosas, loucura e individualismo, que muda de perspectiva à medida que a narrativa avança.

Leitura obrigatória para a matéria de Introdução ao Romance Inglês, gostei e agora preciso desenvolver um trabalho sobre!

 

24/60 – Ainda estou aqui (Marcelo Rubens Paiva)

AINDA_ESTOU_AQUI_1440165300518275SK1440165300BSinopse: Trinta e cinco anos depois de Feliz ano velho, a luta de uma família pela verdade Eunice Paiva é uma mulher de muitas vidas. Casada com o deputado Rubens Paiva, esteve ao seu lado quando foi cassado e exilado, em 1964. Mãe de cinco filhos, passou a criá-los sozinha quando, em 1971, o marido foi preso por agentes da ditadura, a seguir torturado e morto. Em meio à dor, ela se reinventou. Voltou a estudar, tornou-se advogada, defensora dos direitos indígenas. Nunca chorou na frente das câmeras. Ao falar de Eunice, e de sua última luta, desta vez contra o Alzheimer, Marcelo Rubens Paiva fala também da memória, da infância e do filho. E mergulha num momento negro da história recente brasileira para contar — e tentar entender — o que de fato ocorreu com Rubens Paiva, seu pai, naquele janeiro de 1971.

Na verdade essa foi uma releitura não planejada, rs … Isso porque meu trabalho de Teoria Literária 1, será sobre esse livro incrível. Eu o li no ano passado e vocês podem conferir a resenha: Resenha | Ainda Estou Aqui, Por Marcelo Rubens Paiva ❤

 

25/60 – Faça boa arte (Neil Gaiman)

FACA_BOA_ARTE_1396305198B.jpgSinopse: Façam boa arte. Esse foi um pedido sincero de ninguém menos que Neil Gaiman quando discursou para a turma de 2012 da University of the Arts na Filadélfia. Um discurso autêntico e repleto de significado – durante os 19 minutos em que falou, dois dos mais emblemáticos conselhos de Gaiman foram “criem suas próprias regras” e “cometam erros”. Os conceitos libertadores defendidos para os alunos deram origem ao livro.

Gaiman teve a colaboração crucial do renomado designer gráfico Chip Kidd. A dupla abusa dos recursos gráficos e da metalinguagem para expressar o poder da criatividade. Gaiman alega que em qualquer área artística e de criação mesmo os erros que cometemos têm um grande potencial: com sensibilidade e muito trabalho, podem se transformar em brilhantes insights. Em relato pessoal, ele explica que certa vez, escrevendo Caroline em uma carta, inverteu de lugar o A e o O, e logo percebeu que Coraline parecia um nome de verdade. Um erro banal que, nas mãos do autor, tornou-se um fantástico acerto. Coraline é o título de um conto de fadas às avessas, publicado por Gaiman em 2002 e, mais tarde, adaptado para os cinemas. Uma história que conquistou milhares de novos admiradores para o trabalho do já aclamado autor.

Como vocês puderam perceber eu preciso escrever 3 trabalhos acadêmicos nesse final de semestre, além das provas, e por isso resolvi ler esse livro do Neil Gaiman como inspiração. Nunca li nada do autor, mas como só vejo comentários positivos a cerca da obra comprei por apenas $5 numa promoção maluca das Lojas Americanas. Vou deixar a resenha incrível da Val do blog Uma Pedra No Caminho e espero que vocês também se sintam inspirados! 😉

 

Junho já começou com tudo, já tenho algumas coisas para compartilhar com vocês e assim que possível vou disponibilizando o conteúdo! 😉 Me digam nos comentários que filmes, músicas, séries e livros fizeram parte do mês de maio de vocês, ou se vocês já estão desesperados por férias, assim como eu! Vou adorar saber! 🙂

 

Até o próximo post!

Camila Melo

 

Me acompanhem nas redes sociais *Skoob / *Instagram / *Facebook / * Filmow

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: