Diário da Faculdade | 5 coisas que (na maioria das vezes) me tiram da bad

Oies Bookaholics!

Esse é último mês de aulas nesse semestre, e como eu tenho tido alguns surtos emocionais envolvendo lágrimas desde o mês passado (inclusive nessa semana), resolvi compartilhar com vocês como eu tento sair da bad.

Como vocês já devem ter percebido pelos posts anteriores (confiram: Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas e Diário da Faculdade | Como determinar prioridades? Socorro!) esse semestre tem sido extremamente insano e nem sempre consigo me manter calma, emocionalmente tranquila e principalmente com paciência.

Acho legal compartilhar essas coisas com vocês, porque elas funcionam comigo, pelo menos na maioria das vezes, hahaha. Eu tenho inúmeros textos e livros para ler, trabalhos para realizar e provas, mas chega um momento que não adianta forçar a estudar porque simplesmente não flui. Mesmo porque o cansaço do cotidiano, com o estágio, trânsito e responsabilidades acaba com a minha paz de espírito, me sinto sufocada e um tanto exausta emocional e fisicamente.

Vamos lá?

1. Dormir…

Por mais que seja difícil encontrar tempo para dormir com qualidade, aquela cochilada tranquila no ônibus faz muita diferença durante o dia. Devido ao trânsito caótico de São Paulo, eu gasto em média 1h de casa até o estágio, sendo em média 45m no ônibus, que eu costumo dormir. Tento ler, mas nessa hora é basicamente impossível, então dominei a técnica de dormir no percurso e acordar no momento certo de descer, rs 😉 Durante os finais de semana que estou em casa isso também funciona, se estou forçando o estudo, mas não tive uma noite muito boa de sono, eu tiro alguns momentos para dormir e quando acordo parece que as coisas fluem naturalmente.

2. Séries…

Ainda falando nesses momentos de não forçar muito a barra para estudar, quando estou em casa, procuro assistir pelo menos um episódio de uma série. Nesse mês eu finalmente terminei de assistir “Gilmore Girls” e já comecei a assistir “Glee”. Para quem não viu, eu fiz um post falando sobre as séries que queria assistir ainda esse ano. Confiram: Séries | 10 séries que quero assistir em 2017 😉 Em breve sairá um post sobre as minhas impressões de Gilmore Girls 😉 O problema é sair da Netflix, rs

76248820160921034356

3. Desabafar…

Às vezes conversar me ajuda muito, mas não consigo conversar muito, principalmente com pessoas que não têm a mesma rotina que eu. Minha mãe por exemplo, acha que sofro muito, rs … E também é quem me chama à realidade dizendo coisas do tipo “Mas você que escolheu…” Nem sempre é o que eu quero ouvir, mas o melhor mesmo tem sido conversar com os amigos da faculdade que sofrem os mesmos problemas. A Amanda vai pro céu por isso, com certeza! ❤

4. Músicas…

Mas não é só qualquer tipo de música não, rs …  Para dar aquela animada, mesmo no trabalho, o que tem funcionado para mim nesse último mês são os punk rock do CPM 22 (confiram: Música | Festival Feeling Pro Rock 2 #FaçaDiferente), Hateen e RBD, sim confesso sem nenhuma vergonha que “Soy Rebelde” haha.

No mês passado os meus queridinhos do CPM 22 lançaram um novo álbum de músicas inéditas, “Suor e Sacrifício”, após 6 anos sem nenhum trabalho novo! Eu amei  e costumo ouvir pelo menos duas vezes por dia, o próprio título já é uma inspiração! Estou ansiando pelo show da banda em São Paulo com a nova turnê. Spotify 😉

Quem é da geração de 1990, 2000, provavelmente já escutou alguma música do Hateen, uma banda de punk rock, mas não tão conhecida como o CPM 22. Atuam no cenário underground, como curiosidade cabe lembrar que integrantes do CPM 22, faziam parte do Hateen paralelamente, e que várias músicas hits do CPM foram escritas pelo vocalista do Hateen, o Rodrigo Koala. A música mais conhecida deles é “1997”, e o som deles é mais na pegada do “Emocore”. Voltei a escutar a banda porque se tudo der certo semana que vem vou a um show deles ❤

Eu não gostava da novela “Rebeldes”, a versão original mexicana, mas curtia muito as músicas, e o show que eu mais gosto de assistir é o “Live in Rio”. Na verdade todo o clima e energia de shows me fascinam muito, me animam. Sou muito grata porque o meu espanhol se baseia nas músicas do RBD, haha.

5. YouTube

Eu sigo vários canais no YouTube e que não falam somente de livros, mas de comida, decoração, séries e afins. Ultimamente eu tenho assistido muitos vídeos sobre um assunto bem específico, que prefiro compartilhar depois com vocês, porque envolve uma decisão que tomei no mês de abril, rs … Enfim, eu costumo assistir vídeos enquanto me arrumo para sair ou quando organizo minha mochila no dia anterior. Ah, uma dica que tem me ajudado muito é aumentar a velocidade do vídeo, já que não dá para ficar 10m, 20m, assistindo um vídeo né? rs

(Nesse vídeo tem uma dica desse assunto “secreto” 😉 )

Nessa categoria também podem ser incluídos aqueles vídeos de receitas no Facebook do Taste Made, Catraca Livre e etc ❤

Enfim, essas são as coisas que tem me ajudado a deixar de surtar tanto. Me digam nos comentários que coisas ajudam vocês a saírem da bad, e também quais são seus “Guilt Pleasure”, vou adorar saber! Haha.

Até o próximo post!

Camila Melo

Me acompanhem nas redes sociais *Skoob / *Instagram / *Facebook / * Filmow

Anúncios

12 Comentários

  1. Aloha, Camil! Adorei o “dominei a técnica de dormir no percurso e acordar no momento certo de descer”. No meu caso, sóquenão: pelo menos 3 vezes já passei do meu ponto [detalhe: pra lá da meia-noite] e tive que atravessar a avenida e pegar outro ônibus pra voltar. Enfim… É a vida / fecharam a entrada do beco sem saída. Um bjo!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Hahaha só durmo na ida, na volta não tem trânsito e como eu desço no ponto final não teria problema tbm, rs … Mas é isso aí, faz parte! 😉 Bjo

      Curtir

  2. Oi Cah!
    Amei o post, me identifiquei completamente! Hahaha
    Geralmente o que mais funciona comigo é dormir ou assistir série/Youtube! Reservar um dia de folga em meio a tanta correria só para ver aqueles canais que costumávamos acompanhar quando tínhamos tempo, sabe? Sem falar em atualizar as séries!
    Ah, sair para “desopilar” também me ajuda bastante… Ir à praia, barzinho ou simplesmente passar uma tarde jogando conversa fora e fazendo vários nadas com os amigos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aii Marcela, você ainda tem a praia e é maravilhoso, eu nem lembro quando foi a última vez que fui hahaha. Fazer vários nadas tbm é maraaa! Fico feliz que você tenha gostado do post 😉 ❤ Bjos

      Curtir

  3. Adoro esses posts “freaking out”, me identifico muito, pois, como diz a Marília Gabriela, “sou desequilibrada” hehehe Já falei aqui, acho, mas vou te dizer que adoro minha versão doida, pois quer dizer que estou empenhada e vivendo tudo ao extremo, não só deixando a vida passar. Claro que é bom dar uma balanceada na loucura, por isso suas dicas são mto boas… hehehe Fazer algum tipo de exercício tb ajuda, como caminhada. Acho que ajuda a clarear a mente um pco. Dormir, nem se fale… hehe Bjos, Cá! Adoro esse tipo de post 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Val ultimamente esses “freaking outs” estão bem frequentes né? hahaha Eu admiro e acho incrível sua versão doida, e super concordo com ela… Sobre atividades físicas, eu fazia caminhadas todo dia de manhã no meu primeiro ano, quando não trabalhava e gostava bastante (até que as bolhas machucarem meu pé hahaha), mas eu costuma dançar na igreja (antes de sair, kkk), tipo ballet contemporâneo, jazz, contemporâneo e sinto muito falta (meu metabolismo que o diga com os quilinhos que não consigo mais perder, kkk). Até o final do semestre prevejo mais posts desse tipo, pq a coisa está insana hahaha. Obrigada pelo carinho, como sempre! Bjos ❤

      Curtido por 1 pessoa

  4. […] – “A BOOKAHOLIC GIRL” – Há algo melhor que livros? Pois é! Além de trazer resenhas incríveis sobre livros e […]

    Curtido por 1 pessoa

  5. Adorei o post. Comecei a faculdade esse ano, e já estou querendo arrancar meus cabelos KKKK realmente a gente precisa tirar um tempo para nós mesmo no meio disso tudo /may

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies May, fico muito feliz… Que curso está fazendo e onde? 🙂 🙂 O primeiro ano nem se compara com os demais, tem toda a adaptação e tals, mas sinto em lhe informar que a tendência é piorar hahaha. Na medida do possível eu tento postar os “Diários da faculdade”, então espero que venham mais dicas por aqui, desespero, e desabafos, rs. Muito boa sorte para você! Bjo 🙂

      Curtir

      1. Eu estou fazendo Pedagogia na UFSJ. Pode ter certeza de que irei acompanhar seus Diários da Faculdade, essas dicas são sempre muito bem vindas. E muito obrigada ♥

        Curtido por 1 pessoa

        1. Que linda! Muito boa sorte nessa nova jornada! 🙂 Obrigada pelo carinho! ❤ Bjos

          Curtido por 1 pessoa

  6. […] Já que estamos falando sobre sinceridade, eu fiz dois posts para expressar as minhas angústias hahaha… Já que não quero ficar o tempo mencionando o quanto esse semestre tem sido insano, vocês podem conferir: Diário da Faculdade | Como determinar prioridades? Socorro! e Diário da Faculdade | 5 coisas que (na maioria das vezes) me tiram da bad 🙂 […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: