Oies Bookaholics!

 

18423909_10155088553195609_886326762062693064_n.jpg

 

Infelizmente venho compartilhar todas as minhas decepções com o Mochilão da Record nesse ano. Esse é um evento que passa por várias cidades do Brasil e apresenta os próximos lançamentos do Grupo Editorial Record, bem como, faz diversos sorteios e brindes. Eu estava bem ansiosa, porque como vocês acompanham no blog, eu costumo participar de vários eventos literários, e o Mochilão do ano passado foi maravilhoso. (Confiram: Mochilão da Record 2016)

Nesse ano, foi extremamente diferente e escrevo esse post assim que cheguei em casa. Desde o começo vários problemas tinham acontecido, a data do evento em São Paulo era o dia 23 de abril, mas durante o trajeto os brindes foram furtados, o evento foi adiado e remarcado para o dia 27 de maio. Depois, mudaram a data para o dia 3 de junho, e novamente para o dia 27 de maio, hoje. Eu fiquei bem irritada porque já tinha desmarcado compromissos que foram agendados, e consegui remarcar novamente. Mas com sinceridade? Eu não deveria ter ido.

De acordo com as regras do evento, as senhas seriam distribuídas às 13h, e se o número de pessoas ultrapassasse a capacidade limite do lugar, 200, haveria uma segunda sessão. Eu cheguei um pouco antes do meio dia, e as senhas já tinham sido distribuídas. Mas calma, o horário não era às 13h? Na fila para a segunda sessão, perguntei para um funcionário da Saraiva, (esqueci de mencionar mas foi a Saraiva do Shopping Center Norte), e ele disse que não sabia dizer quando as senhas da próxima sessão seriam entregues, ele só estava contando quantas pessoas tinham na fila.

Outra funcionária passou e disse que não poderíamos ficar sentados numa espécie de “bancada” em que estavam os livros, disse grosseiramente para sentarmos no chão. A gerente da loja passou e fui conversar, perguntar porque não seguiram as regras e que horas seriam entregues as próximas senhas. Ela foi extremamente grossa comigo respondendo que: “tinham pessoas que chegaram às 4h da manhã e por isso resolveram entregar as senhas antes (por volta das 9h30), e que eu não estava sendo prejudicada, já que eu iria participar do evento.” Virou as costas para mim e saiu. O problema não foi ter que esperar uma segunda sessão, e sim, a falta de organização e informação. 

Ninguém respondia quando as senhas seriam distribuídas e ficamos “presas” ali. Não podíamos sair, nem sentar, no chão podia, mas depois não podia mais, depois podia de novo. Eu já estava bem irritada, leia-se muito puta, e sentei na bendita bancada. Dois funcionários vieram falar comigo, e me chamaram de mal-educada porque eu disse que não levantaria enquanto não entregassem a “porra da senha”. Já tinha perguntado numa boa, mas foram muito desrespeitosos com a gente, e sou do tipo a forma com que você me trata será a fora que te tratarei. Eu até pensei que o segurança fosse me colocar para fora. Algumas meninas na fila começaram a postar reclamações na página do evento e também discutiram com os funcionários. Finalmente a senha foi liberada por volta das 14h, depois que as pessoas da primeira sessão entraram.

Nesse meio tempo os funcionários da Record chegaram e explicamos a situação, não sabíamos qual seria o horário e porque não liberavam logo a senha, para que a gente não ficasse lá “atrapalhando” o bom andamento da loja. A Shirlei disse que eles nem tinham conhecimento que as senhas tinham sido liberadas antes e que eles tentar resolver a situação, e foram bem pacientes e atenciosos.

Deveríamos organizar a fila por volta das 15h30, porque a sessão começaria às 16h, mas só que não. Como foram duas autoras atrasou muito e a segunda sessão só começou bem depois das 17h. Eu já estava exausta, irritada e sem paciência. Mal aproveitei o evento, mesmo porque conheci um pouco mais do trabalho das autoras Bianca Briones, Ana Beatriz Brandão e Ray Tavares. Foram mais de 7h horas de espera, e sinceramente, não tinha nenhum autor internacional que valesse todo esse sacrifício.

Saí muito chateada e cheguei à conclusão que: se os funcionários não sabem lidar com esse tipo de evento, não tem porque realizar lá. Ninguém se responsabilizava, ninguém tinha paciência, e poxa, somos nós leitores e consumidores que mantemos editoras e livrarias, deveríamos ser tratados com mais respeito. 

Espero que situações assim nunca mais aconteçam, e que os próximos eventos não sejam mais realizados nessa loja da Saraiva. Ah, sobre os brindes: em relação ao ano passado foram bem reduzidos, acredito que por conta da crise mesmo, mas quando a minha raiva e chateação passar, postarei foto no Instagram.

Até o próximo post!

Camila Melo

 

Me acompanhem nas redes sociais *Skoob / *Instagram / *Facebook / * Filmow

Anúncios

7 comentários em “Sobre as minhas decepções com o Mochilão da Record 2017…

  1. Oi, Cah! Puts, que droga! Ano passado o Mochilão passou por Campinas, que é bem mais fácil e barato pra mim. Apesar de ter sido divertido e eles terem dado MUITOS brindes, não achei o evento muito bom. Realmente a fila era desorganizada. Até uma mocinha da Record que distribuiu as senhas foi bem antipática. Na verdade, passaram primeiro distribuindo uma pulseira, depois a senha, nem me lembro mais o porquê. Enfim… falta organização. Dava para ser mais mais agilizado e proveitoso. O evento foi longo e as pessoas da segunda sessão precisaram ficar esperando. E nem teve autor nessa edição. Não consigo acreditar que alguém tenha chegado às 4h DA MANHÃ pra esse tipo de evento! As coisas estão saindo do controle entre os leitores! Tô pasma!

    Esse tipo de desorganização e falta de educação só queima o filme da editora. Acho ótimo que você tenha feito um relato real do que aconteceu. Porque eu sinto que muita gente “embeleza” e “romantiza” esse tipo de evento só para “puxar saco” da editora ou então só porque ganhou muitos livros. Ano passado, eles deram uns 4, 5 livros da Verus Editora, que fica em Campinas e faz parte do selo. Tive impressão que estavam fazendo aquilo para se livrar dos exemplares que ficaram parado em estoque. Apesar de ser legal ganhar tanto livro assim, achei bem desnecessário (até porque eu não tinha interesse em ter nenhum deles). E como eles só fizeram isso em Campinas, pediram pra não fazer alarde nas redes sociais, coisa que eu acho impossível! Haha Todo mundo posta foto dos brindes nas mídias!

    Bom… Tomara que melhore, né? Ouvi várias pessoas dizendo que a Record tá super atrasada para atender os pedidos dos parceiros. Desse jeito a editora vai “queimar o filme” dela.

    Beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Brenda! É exatamente isso que você falou, e tipo, nem na sessão do Nicholas Sparks (há quem ame e há quem odeie muito) eu cheguei às 4h no local. No ano passado saí com 5 livros e não nenhum, somente dois eu tenho interesse, um outro eu já tinha e dei de presente para uma amiga e os demais estão para doação. E senti isso, pareciam que queriam limpar o estoque da editora. Eu fiquei bem irritada, discuti com várias pessoas, mas sabe, a essência do amor por livros está se perdendo. Vi algumas pessoas falando que a segunda sessão foi bem fraca mesmo, porque já estava todo mundo cansado. Eu só não fui embora porque já estava lá e outra, se tivessem informado que as senhas seriam entregues só às 14h e que atrasaria tanto, eu com certeza teria voltado pra casa. E o pior é que as pessoas romatizam mesmo, eu faço questão de ser muito verdadeira e dizer: olha fui na sessão de autógrafos de tal autor mas precisa pagar X no livro de lançamento, mesmo que eu não quisesse. Ou então dos sacrifícios de ter que madrugar para pegar a senha muitas horas antes do evento. Eu estou ficando bem cansada de tudo isso, acho que não tenho mais idade e paciência, hahaha … Uma amiga que adorava esse tipo de evento nem vai mais, vê que não tem mais sentido, eu estou começando a pensar dessa forma. Espero de verdade que as coisas melhorem. Bjos ❤

      Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, Camila!
    Realmente esse ano as coisas foram bem tensas. Muito descaso com quem estava lá perdido e sem informações, como nós. Acabei participando da segunda sessão também, então sei o que você passou.
    Espero que os próximos sejam melhores, né?! Porque esses eventos tem muito potencial…

    Beijo! 😀

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Você também foi? 🙂 🙂 Poderíamos ter nos conhecido, rs… Exatamente isso, tem muito potencial, além de conhecermos outras pessoas com mesma afinidade e amor pela leitura. Além dos brindes, rs … Espero de verdade que as coisas não sejam mais dessa forma, e tomara que tenha a Turnê Intrínseca 🙂 Bjos

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s