Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas

Oies Bookaholics!

Hoje estou aqui para falar sobre como está sendo o meu 5º semestre, 3ºano no curso de Bacharel em Letras (Português-Inglês) na USP. Minhas aulas iniciaram no dia 06 de março (graças a Deus as aulas sempre iniciam somente após o Carnaval) e confesso que apesar de ter quase dois meses de aulas até agora, esse semestre é, de longe, o mais puxado. Em alguns momentos tenho até a impressão de que talvez não consiga dar conta! Socorro!

Até o presente momento eu já fiz uma avaliação e entreguei dois trabalhos! (socorro!) e tem sido bem complicado manter a disciplina para me concentrar no estudos.

As minhas expectativas para esse semestre estavam muito em baixa, e acho que o que mais contribuiu para isso foram os posts que fiz em fevereiro sobre as minhas experiências no 2º ano, rs (vocês podem conferir os posts em Diário da Faculdade 😉 ).

  • Rotina

Nesse semestre eu estou cursando 6 matérias obrigatórias e uma optativa, sendo elas:

Disciplinas obrigatórias do Inglês

Questões sociolinguísticas do inglês: A disciplina apresenta e discute concepções teóricas e sócio-históricas que estabelecem as bases para a discussão de conceitos e acontecimentos relativos a variantes linguísticas, mudanças linguísticas, valores linguísticos, políticas linguísticas e educação, entre outros. A partir da perspectiva da sociolinguística, os conceitos são estudados à luz do desenvolvimento histórico e social da língua inglesa, sua formação e disseminação. Essas noções servem de base para a discussão de questões linguísticas contemporâneas ligadas a países como o Brasil, no qual a língua inglesa ocupa um lugar de destaque na formação linguística dos cidadãos, possibilitando ao futuro professor um aprofundamento em questões fundamentais para sua atuação profissional.

Até agora: estou lutando para não pegar birra da disciplina!Hahaha

– Introdução ao romance: A disciplina visa introduzir o aluno nas principais questões teóricas relativas à teoria do romance, expondo-o à sua trajetória desde sua ascensão e subsequente consolidação como forma literária hegemônica no século XIX até o que se convencionou denominar sua “crise”, ao mesmo tempo em que pretende pontuar essa discussão com a leitura de alguns romances fundamentais para compreender a história do gênero. O objetivo é fornecer ao futuro professor um instrumental teórico mínimo que lhe possibilite compreender as convenções e protocolos do romance como gênero, despertar seu interesse para os problemas mais relevantes que atravessam essa história e estimular o gosto pela leitura.

Até agora: a professora é um amor, muito engraçada e uma referência no Romance Inglês! Apesar de ser muito puxado eu estou adorando! Preciso entregar dois trabalhos, sendo que o primeiro deles vou fazer uma resenha sobre o livro “O morro dos ventos uivantes”da Emily Brontë!  (desespero porque o trabalho deve ser entregue na semana que vem hahaha) No programa estão inclusos 5 romances de língua inglesa!

– Análise contrastiva Inglês / Português: Realizar um estudo contrastivo das disciplinas em questão, tendo em vista os níveis microtextuais e macrotextuais. No nível microtextual seriam enfocados os níveis lexical, sintático e semântico: organização sintática, características morfológicas e singularidades de cada língua nesses aspectos. Já no nível macrotextual os temas abordados girariam em torno das noções de coesão e coerência textual, bem como de análises dos tipos textuais mais característicos de cada língua e de seus efeitos nas correspondentes culturas. É sabido que muitas vezes numa tradução a forma do texto deve ser adaptada à da cultura-alvo, e é importante que os alunos/futuros tradutores tenham uma visão mais crítica a esse respeito. No conjunto, a disciplina pretende sensibilizar os aprendizes de tradução e de inglês como língua estrangeira para fenômenos linguísticos que, no confronto desses dois idiomas, podem constituir potencialmente fontes de dificuldades de compreensão e, como decorrência disso, de erros e inadequações de tradução.

Até agora: De todas, é a disciplina mais tranquila, não tenho um ritmo alucinado de leituras, lemos um pequeno fragmento antes da aula e na aula tiramos as dúvidas e fazemos a tradução para o português. A professora é muito tranquila e estou gostando muito do método que ela utiliza. 🙂

Disciplinas obrigatórias do Português

– Sintaxe do Português I: Levar o aluno a refletir sobre um conjunto de fenômenos sintáticos, tanto do português atual como do português histórico, analisando-os e descrevendo-os, com base em instrumentos teóricos e empíricos. Investigar os fundamentos e processos da estrutura e construções sintáticas da língua portuguesa, de modo a levar o aluno à reflexão sobre a prática do ensino.

Até agora: Pensei seriamente em trancar a disciplina porque não estou conseguindo acompanhar, tenho a impressão de que não estou absorvendo o conteúdo. Não consigo entender o método da professora e sua (falta de) organização, apesar dela ser bem flexível marcando plantão e me deixando refazer a primeira prova pela 3ª vez!

– Literatura Portuguesa 3: Estudar as transformações estético-culturais ocorridas em Portugal durante o século XIX e primeiras décadas do século XX, destacando a modernidade de seus principais autores. Fornecer fundamentação teórica e estratégias práticas para que os futuros profissionais da área de Letras possam analisar e interpretar textos literários no âmbito da tradição portuguesa, capacitando-os a tratar de questões concernentes à valoração estética e aos vínculos entre literatura e história, literatura e sociedade, literatura e outras artes, quer em sala de aula, quer na pesquisa acadêmica.

Até agora: estou adorando! 🙂 Finalmente encontrei uma excelente professora em Literatura Portuguesa (para quem quiser entender melhor confiram: Diário da Faculdade | Sobre as matérias do 2º ano que me decepcionaram). Quatro livros são de leitura obrigatória: Viagens na minha terra (Almeida Garrett), Eusébio Macário e A corja (Camilo Castelo Branco) e A ilustre casa de Ramires (Eça de Queirós).

– Literatura Brasileira 3: A disciplina tem como objetivo o estudo do Romantismo no Brasil com base no exame de obras, autores, gêneros e questões significativas da produção literária entre as décadas de 1830 e 1870. Esse estudo se faz num quadro que contempla as relações do Romantismo com a literatura colonial, com o Romantismo europeu e, também, com o pensamento crítico relativo ao período. A disciplina permite constituir habilidades importantes para a formação do professor de Letras, em especial a capacidade de reflexão histórica e de contextualização, e o aperfeiçoamento de sua expressão escrita. Além disso, aperfeiçoa a capacidade de articular conhecimentos complexos, desenvolve o conhecimento crítico referente a temas políticos importantes, como o indianismo e a escravidão, e propõe uma reflexão por parte do aluno sobre resistência na literatura.

Até agora: ❤ ❤ Cursar Literatura Brasileira 3 está sendo maravilhoso! O professor é incrível! O programa é bem puxado também, 4 romances vão ser analisados: O guarani, Lucíola e Diva (José de Alencar) e Memórias de um sargento de milícias (Manoel Antônio de Almeida). Além dos livros de introdução ao romantismo: Paulo e Virgínia (Bernadin de Saint-Pierre) da literatura francesa e Os sofrimentos do jovem Werther (Goethe) da literatura alemã.

Disciplina optativa e atividades extras

– Teoria Literária I: apresentar e discutir aspectos da narrativa contemporânea que envolvem a memória coletiva e a individual, seja na temática, seja na formalização literária, por meio da retomada panorâmica de modalidades e formas tradicionais (Confissão, Diário, Memórias, Autobiografia, Romance Autobiográfico) e da abordagem de manifestações contemporâneas (Autoficção, Blogs), bem como através de percursos analítico-interpretativos de obras contemporâneas. 

Até agora: eu me apaixonei pela área de Teoria Literária e Literatura Comparada e fiz de tudo para conseguir uma vaga (extremamente concorrida) para cursar essa disciplina! É a única que curso no período da manhã e tem valido muito a pena madrugar nas terça-feiras, assistir a aula, ir para o estágio e voltar para a aula da noite. A professora é incrível e faz várias relações com a filosofia, sociologia, história e literatura, mas o que fez meu coração acelerar foi notar que uma das obras analisadas no seu programa é Ainda Estou Aqui (Marcelo Rubens Paiva). Eu tenho uma relação de muito amor com esse livro e ele é mencionado com muita frequência aqui no blog ❤

Grupo de estudos de literatura e cinema contemporâneo brasileiro: desde novembro do ano passado eu frequento as reuniões do grupo e nesse ano, os encontros são quinzenais, tentam ser na verdade, às sextas-feiras, mas com os feriados e paralisações está sendo complicado conseguir um horário.

Oficina do Romance Inglês: são reuniões que ajudam a um melhor entendimento da Disciplina de Introdução ao Romance e acontece uma vez na semana com duração de 1h30, e é fornecida por alunos de mestrado e/ou doutorado ❤

 

Ufaa! Por enquanto tem sido essa a minha louca e intensa rotina no 5º semestre! E espero não surtar, nem ficar muito tempo longe do blog! 🙂 Conforme minha disponibilidade vou atualizando e compartilhando resenhas e informações com vocês! Se tiverem alguma dúvida ou curiosidade sobre o curso, vestibular ou a própria USP, podem dizer nos comentários que posso ajudá-los 😉

 

Até o próximo post!

Camila Melo

 

Me acompanhem nas redes sociais *Skoob / *Instagram / *Facebook / * Filmow

Anúncios

13 Comentários

  1. Interessante Teoria Literária ser optativa. O que mais amei na faculdade foi literatura portuguesa, seguida de literatura comparada, mas meio q entremeando as duas hehe No começo eu fiquei com medo, pensando “mas eu não consigo falar direito nem de um livro, como vou comparar, ainda??” Depois a gente pega o jeito e é a coisa mais gostosa do mundo!!
    Bjs, Cá! Boa sorte no seu 5º semestre! Está arrasando… 😉

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies Val! 🙂 Só no 1º ano Teoria Literária foi obrigatória e era dentro das disciplinas de Introdução aos Estudos Literários 1 e 2, depois se tornam optativas, como Teoria Literária 1 e 2, Literatura Comparada 1 e 2, Correntes Críticas 1 e 2, e Literatura e Educação. E aí cada professor faz o seu programa de acordo com sua linha de pesquisa, por exemplo, esse programa que estou fazendo em Teoria Literária 1 é diferente do programa de um outro professor que vai analisar “A montanha mágica” e uma obra do Aldous Huxley… Estou começando a gostar de LP agora, rs … Dá um medinho mesmo comparar, mas meu profs de Literatura Brasileira do semestre passado fazia muito isso, e foi o que vc bem disse, a gente vai pegando o jeito, hoje vivo comparando temas, formas e assuntos entre as obras! 🙂 Muito obrigada pelo carinho, como sempre! ❤ ❤ Bjos

      Curtir

  2. Adorei o texto. Fica tranquila, vai dar tudo certo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Seja muito bem vinda! 🙂 Muito obrigada pelo carinho e apoio, significa muito! ❤ Bjos

      Curtido por 1 pessoa

  3. Oi, tudo bom?
    Minha irmã também cursa Letras, porém Italiano. Ela está no 3ºperíodo, mas sempre puxa mais matérias. Vejo nitidamente essa rotina, vários textos e trabalhos.
    Eu gosto desse curso, mas optei por um contabéis que e mais a minha cara. rs
    Vai dar tudo certo, siga em frente!

    Beijos, bom final de semana!
    http://www.dreamsam.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Que legal, sua irmã está gostando? Acredita que passei no vestibular pra contábeis tbm, mas preferi Letras? shuahuas! Muito obrigada pelo carinho e apoio! Bjos ❤

      Curtir

  4. […] trabalho da faculdade, especificamente na disciplina de Introdução ao Romance (confiram o post Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas), e como eu já tinha lido o livro achei que seria mais tranquilo, mas a experiência foi muito […]

    Curtir

  5. […] como antes, nem mesmo ler os blogs amigos (infelizmente) e um dos motivos eu expliquei no post Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas, confiram […]

    Curtir

  6. Ótima postagem!!😍

    Realmente, a sensação que dá é que não se vai conseguir prosseguir, pois o curso é mais complexo do que se imagina, mas ao mesmo tempo é um curso fascinante. Parece o portão de entrada para outro mundo.

    Desejo muito que você tenha forças para continuar e consiga absorver o melhor de cada disciplina.

    Um beijo e sucesso!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Uauu, muito obrigada pelo carinho e apoio, esse semestre tem sido muito intenso… Graças a Deus parece que está acabando, rs … Sou apaixonada pelo curso, e sei que vai valer muito a pena! ❤ Bjos

      Curtido por 1 pessoa

  7. […] revela o momento em que começo a entrar em desespero, rs … Se vocês acompanharam o post Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas viram que esse semestre tem sido o mais intenso para mim. Não que os semestres anteriores não […]

    Curtir

  8. […] O convidado do mês de maio foi o autor João Anzanello Carrascoza, e eu fiz questão de participar, já que sua obra “Caderno de um ausente”, faz parte do programa da disciplina de Teoria Literária I, que curso nesse semestre (confiram o post: Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas). […]

    Curtir

  9. […] vocês já devem ter percebido pelos posts anteriores (confiram: Diário da Faculdade | Início do 5º semestre: rotina e expectativas e Diário da Faculdade | Como determinar prioridades? Socorro!) esse semestre tem sido […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: