Oies Bookaholics!

No último sábado do mês de Outubro, dia 29, aconteceu um bate-papo com duas das minhas booktubers preferidas! ❤ O evento faz parte da programação do Sesc Bom Retiro, na região central da cidade de São Paulo.

“Salve Geral: série de encontros inspirados e destinados aos adolescentes e jovens, promovendo trocas de saberes e encantamentos. Nesta atividade orientada pelo Programa Juventudes do Sesc São Paulo, os convidados contarão através de várias linguagens da arte, suas histórias, suas influências, seus medos e ternuras. Os jovens serão convidados a vivenciar as experiências do outro, conhecerão as diversas trajetórias e serão estimulados a interagir nos bate-papos e intervenções artísticas.”

Sesc Bom Retiro

salve-geral

Para os que não conhecem, a Pam Gonçalves além de youtuber é formada em Publicidade. Escritora, teve dois livros publicado pela Galera Record nesse ano: O amor nos tempos de #likes e Boa noite ❤ Seu canal no YouTube tem quase 200.00 inscritos e seus vídeos abordam não só livros, mas também séries, filmes, música e assuntos relacionados na atualidade.

A Tati Feltrin tem o canal Tiny Little Things no YouTube há 9 anos, que conta com um pouco mais de 210.000 inscritos. Formada em Tradução, aborda vários gêneros de livros, filmes e séries.

Na Bienal do Livro de São Paulo de 2014, o SESC também promoveu um bate papo entre as duas, mas na época não conhecia o canal da Tati. Confesso até que comecei a me familiarizar quando comecei o curso de Letras, hoje tento não perder nenhum vídeo ❤

O bate-papo teve uma hora de duração (infelizmente) em que responderam às perguntas dos participantes do evento, entre elas:

* Como se tornaram leitoras e suas influências?

Tati: Sempre teve influência dentro de casa, pela mãe e irmãs mais velhas. Sempre foi muito curiosa e os livros sempre foram fontes para suprir sua curiosidade.

Pam: Em casa não teve nenhuma motivação, mas acabou lendo Meg Cabot e Harry Potter por influência de uma prima mais nova. Também muito curiosa começou a ler gibis.

Qual a responsabilidade de falar sobre livros para jovens?

Tati: Percebeu que os jovens que buscam o seu canal procuram um algo a mais, e que seu público vai além da faixa etária.

Pam: Não tinha um lugar na internet para falar sobre livros jovens na internet, e por isso criou o blog Garota It em 2009 e depois o canal no YouTube. Hoje enxerga o canal como uma fonte para indicar livros para jovens, já que a maior parte de suas leituras são de livros contemporâneos.

* Eu perguntei que, levando em conta a responsabilidade que as duas têm ao falar de livros na internet, como é falar mal de um livro em seus canais.

Tati: Só faz críticas negativas quando encontra muitos problemas na escrita, e só fala se o livro fizer parte do quadro “Você escolhe”, em que todo mês os inscritos votam, dentro de 5 opções, um livro que ela lerá e falará sobre.

Pam: Confessa que todo processo de gravar, editar e postar um vídeo é muito trabalhoso, por isso prefere apenas falar de livros que realmente gostou, para incentivar a leitura de outras pessoas. Prefere criar um ambiente de “paz e amor” em vez de ser mais um “hater”. Além disso, percebeu que seus inscritos preferem mais vídeos em que ela fala de mais de mais livros do que livro único.

* Perguntaram se elas tinham noção da influência nas vendas dos livros que falavam em seus canais. 

Pam: Diz que só percebe em eventos nas capitais. Mas que não tem acesso a informações sobre vendas de livros que ela fala no seu canal.

Tati: Quando seu canal ainda era pequeno percebeu que indo à Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista) viu um rapaz pedindo um livro que ela recentemente tinha feito resenha, e já não tinha mais no estoque. E durante um evento, uma livreira disse que no dia seguinte após um vídeo resenha, o livro falado já ficava exposto para os clientes.

* Elas também falaram sobre a obrigatoriedade dos livros exigidos na escola.

Pam: Diz que um dos fatores que mais prejudica os estudantes é a forma de abordagem, causando muita resistência.

Tati: Concorda e diz que depende de diversos fatores. Por ser professora de inglês, diz que a contextualização do livro é uma forma de tornar o livro mais acessível ao estudante, mesmo sendo obrigatório. Percebeu que seus inscritos pediam vídeos sobre esses livros e começou a fazer resenha dos livros exigidos nos maiores vestibulares do país, a FUVEST e UNICAMP.

Infelizmente o bate-papo foi muito curto, mas elas ainda ficaram um tempo conversando e aproveitei 😉

pam gonçalves.jpg

A Pam como sempre foi muito simpática, me reconheceu e conversamos sobre seu livro “Boa Noite”.  e tinha vindo de Tubarão (Santa Catarina) naquele mesmo dia, quase ficando presa no aeroporto por causa de uma onda, rsrs. Para quem já leu seu conto em “O amor nos tempos de #likes” sabem bem 😉 ❤

tati feltrin.jpg A Tati é uma fofura em pessoa e conversamos sobre Edgar Allan Poe

Eu adorei o evento e espero que surjam mais oportunidades como essa! 🙂

Até o próximo post!

Camila Melo 

Anúncios

9 comentários em “Salve Geral | Bate-papo com Pam Gonçalves e Tatiana Feltrin

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s