Oies BOOKAHOLICS! Finalizei essa leitura ainda em abril e fiquei tão mal com a história que só agora consegui ter um certo equilíbrio emocional para escrever de forma coerente sobre, e não, não é por acaso, tive que parar para chorar durante a leitura, porque o livro me afetou muito.

DESAFIO ANUAL – 19/50

ainda estou aqui

  • Título original: Ainda estou aqui
  • Autor: Marcelo Rubens Paiva
  • Lançamento: 2015
  • Editora: Alfaguara / Objetiva
  • 296 Páginas
  • Classificação: 5/5 ❤

Sinopse: Eunice Paiva é uma mulher de muitas vidas. Casada com o deputado Rubens Paiva, esteve ao seu lado quando foi cassado e exilado, em 1964. Mãe de cinco filhos, passou a criá-los sozinha quando, em 1971, o marido foi preso por agentes da ditadura, a seguir torturado e morto. Em meio à dor, ela se reinventou. Voltou a estudar, tornou-se advogada, defensora dos direitos indígenas. Nunca chorou na frente das câmeras. Ao falar de Eunice, e de sua última luta, desta vez contra o Alzheimer, Marcelo Rubens Paiva fala também da memória, da infância e do filho. E mergulha num momento negro da história recente brasileira para contar — e tentar entender — o que de fato ocorreu com Rubens Paiva, seu pai, naquele janeiro de 1971.

Esse livro é de não-ficção, e aborda a ditadura militar que aconteceu no Brasil entre as décadas de 1960 a 1980, um dos períodos mais obscuros e torturantes da nossa história. Eu já tinha lido no ano passado “Feliz Ano Velho”, publicado em 1981, primeiro livro de Marcelo Rubens Paiva (também de não-ficção) enfatiza o acidente que sofreu aos 20 anos que o deixou tetraplégico.

Depois de mais de 30 anos de seu primeiro livro, o autor volta a escrever sobre sua história, e consequentemente, a história da sua família. Cheio de memórias “Ainda Estou Aqui”, é um livro que aborda ainda mais a questão da ditadura e o quanto afetou a sua família e o desaparecimento do seu pai, exilado e assassinado em 1971.

O foco das memórias é Eunice Paiva, a mãe de Marcelo, podemos acompanhar os momentos da sua trajetória como a mulher de um deputado socialista morto, as condições de criar os 5 filhos, a vontade de estudar e lutar não só pelo caso do marido mas também dos direitos indígenas. O mais triste foi ver que depois de tanto sofrimento na família Paiva (assassinato do marido e tetraplegia de um filho), Eunice Paiva se encontra hoje com Alzheimer, assim, tudo que ela passou e lutou foram perdidos de sua memória, há apenas pequenos momentos em que sabe quem é. 😦

Além disso, podemos acompanhar o caso Rubens Paiva, que só teve sua morte confirmada 40 anos depois, sim 40 anos depois, pela Comissão Nacional da Verdade:

“A Comissão Nacional da Verdade foi criada pela Lei 12528/2011 e instituída em 16 de maio de 2012. A CNV tem por finalidade apurar graves violações de Direitos Humanos ocorridas entre 18 de setembro de 1946 e 5 de outubro de 1988.” 

O livro conta com relatos de casos de tortura e violência durante esse período, e é muito forte, muito pesado, porque esses casos são reais, aconteceram de verdade, e até hoje famílias não tem nem o conhecimento de onde está o corpo de seus familiares, não tem acesso aos bens porque muitos até não tiveram a morte registrada numa certidão de óbito.

Ler esse livro num período de grande tumulto político (casos de corrupção, processo de impeachment, golpe político da direita) onde há pessoas que defendam a volta da ditadura me fez refletir sobre o assunto, e perceber que essas pessoas podem ter: ignorância – não tem conhecimento da história e dos grandes males que a ditadura nos trouxe e que se refletem até hoje, ou que sim, maldade – defendem que esses crimes bárbaros voltem a acontecer, devido à falta de liberdade de expressão e censura aos que são contra esse tipo de regime.

Apesar de ser um livro muito pesado, acredito que deve ser lido por todos, é o retrato de uma família que foi fatalmente atingida pela ditadura militar, é o retrato da história da nossa nação. Não podemos deixar de conhecer a nossa cultura, a nossa história, é muito importante, é essencial.

Até o próximo post!

Camila Melo 

 

Anúncios

19 comentários em “Resenha | Ainda Estou Aqui, Por Marcelo Rubens Paiva

  1. Acho que as pessoas que defendem o atual governo são ignorantes, não tem conhecimento da história e dos males que esse tipo de governo pode trazer. Achei bem interessante e já quero ler esse e Feliz Ano Velho. bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s