Resenha | A Marca na Parede e Outros Contos, Por Virginia Woolf

DESAFIO MULHERES NA LITERATURA – 2016

Oies BOOKAHOLICS! Última leitura do mês de março! 😉

DESAFIO ANUAL: 15/50

virginia woolf

  • Título Original: A Marca na parede e outros contos: Virginia Woolf
  • Autora: Virginia Woolf
  • Lançamento: 2015
  • Editora: Cosac Naify
  • 288 Páginas
  • Classificação: 3/5

Sinopse: “A Marca na Parede e Outros Contos” reúne alguns dos textos curtos mais significativos da obra de Virginia Woolf. Escritos entre 1917 e 1941, as histórias foram produzidas, em sua maioria, no conturbado período do entreguerras, sob o impacto de mudanças cujos ecos tiveram efeito direto na experiência sensível da escritora. Em “Uma sociedade”, a autora refuta o lugar intelectualmente inferiorizado conferido às mulheres na época; “Segunda ou terça” narra impressões do cotidiano de maneira nada óbvia; “O vestido novo” mostra ao leitor a investigação típica de Woolf acerca do sentido e forma dos fluxos de consciência. Cada um destes contos dá provas da grande qualidade literária que fez de Virginia Woolf uma das mais importantes escritoras do século XX. Sim, seu Canteiro de Flores é muito bom. Por todo ele há uma luz serena, trêmula e cambiante, e a impressão de que os casais estão se dissolvendo no brilho da atmosfera, que me fascinam” [Katherine Mansfield, sobre “Kew Gardens”]

Sabe aquele livro ou autor clássico que todo mundo fala super bem e aí quando você lê alguma obra não entende e se sente extremamente burro? Foi o aconteceu comigo nesse livro. 😦

A maioria das resenhas que faço aqui no blog são de livros que eu realmente amei, gosto de indicar e sugerir para vocês,  mas acho que também devo ser sincera ao descrever experiências como essa, não omitindo, mas claro é apenas a minha opinião,  pode ser que outras pessoas possam amar esse livro.

O livro reúne 21 contos da autora Virginia Woolf divididos por períodos,  e desses 21 eu apenas gostei de 3. Não foi à toa que demorei (enrolei na verdade), um mês para finalizar a leitura.

Na verdade,  eu acredito que tenho um sério problema com os contos.  Acho que a maioria deles é extremamente subjetiva,  vaga e inconclusiva, e não consigo me prender à história.  Não foi só com esse livro, o mesmo ocorreu com “Morangos Mofados” de Caio Fernando Abreu no ano passado.

Eu até acredito que no futuro posso reler esses contos e mudar de opinião,  ou não, a partir do momento que ler outras obras da autora, mas no momento para mim simplesmente não funciona.

Mas como nem tudo está perdido, rs 😉 …

Os contos que gostei foram “A marca na parede“, “Uma sociedade” e “O legado”. No primeiro há uma profunda reflexão (e muita subjetividade não se esqueçam! ) sobre tudo quando a personagem principal se depara com uma marca na parede e fica meses analisando o que pode ter deixado aquela marca. Eu até lembrei e associei esse conto com o livro “A paixão segundo G.H” da Clarice Lispector,  já que a personagem nessa história se depara com uma barata morta em seu apartamento e começa a questionar sua vida.

No segundo conto, o meu preferido, conhecemos um grupo de mulheres que formam uma sociedade que busca analisar as funções dos homens, isso porque uma dessas mulheres só pode receber a herança de seu pai se cumprir com a tarefa de ler todos os livros da Biblioteca de Londres. No interesse pela herança a moça saí loucamente nesse desafio,  até perceber que os livros não são tudo isso que dizem, se tornando uma missão maçante e impossível. O interessante é que nesse contexto a mulher não sabia ler e escrever, então as obras eram produzidas apenas por homens, e as mulhetes casar e procriat. O que eu achei incrível é que essas mulheres resolvem adentrar na esfera do domínio masculino e pesquisar o nível de qualidade do que eles fazem, comprometendo-se num pacto entre elas de não segui o mesmo caminho que suas mães e avós.

Mas agora que nós sabemos ler, o que nos impede de julgar os resultados?  Antes de trazermos outra criança ao mundo, temos de nos jurar que vamos descobrir como o mundo é.  (Pág.  88)

O livro todo só vale por esse conto, e vou até deixar aqui o link desse conto para que vocês possam ler. 😉 É um texto que questiona o papel da mulher x papel do homem, e dessa forma uma abordagem feminista, marca registrada de Virginia Woolf.

Em “O legado” conhecemos Gilbert Clandon que acabou de perder a esposa Sissy Miller num acidente de carro. O marido tem a visão da “esposa perfeita” (submissa) até começar a ler os diários de sua falecida mulher, e conforme lê os tais diários vê que as coisas não são exatamente da forma que ele pensou que fosse, inclusive o acidente de carro.

Me digam nos comentários se já leram algum livro clássico que teve essa mesma sensação de incompreensão após a leitura 😉

Até o próximo post.

Camila Melo

Anúncios

6 Comentários

  1. Eu também tenho um problemas com livros que contém vários contos. O livro “Prometo Falhar” é bem isso. E não são só 21 contos. São zilhões de crônicas, praticamente 1 a cada 2 páginas. Não dá pra ler direto, não consigo ler mais que 3 ou 4 em um dia. Já deve fazer mais de 1 mês que iniciei e não sei quando vou terminar 😛

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pensei que fosse a única, rs #TamuJunto 😉

      Curtir

  2. […] Mais um livro da autora nesse mês e sério, finalizar a leitura foi muito agoniante, levei o mês inteiro para ler porque não conseguia me concentrar, com isso, acabei não gostando muito não. Mais detalhes é só conferir na resenha 😉 […]

    Curtir

  3. […] Laranja Mecânica – Por Anthony Burgess e A Marca na Parede e Outros Contos – Por Virginia Woolf 😉 […]

    Curtir

  4. […] 15 – A Marca na Parede e Outros Contos (Virginia Woolf)  […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: