6 Pontos Sobre o FEMINISMO**

Oies BOOKAHOLICS! Hoje é o Dia Internacional da Mulher e por isso vim trazer um assunto muito pertinente (e polêmico), acredito, nesse post explicativo sobre o feminismo, porque muitas pessoas (como eu era) tem uma visão equivocada sobre esse movimento gerando um “pré conceito” negativo sobre essa temática.

Antes de mais nada, eu já tinha algumas opiniões contrárias sobre algumas “verdades” sobre o papel da mulher, por exemplo: somente a mulher ter de desempenhar tarefas de cuidar da casa e dos filhos, a diferença de salário ocupando o mesmo cargo que homens, ou até mesmo a falta de mulheres em cargos de chefia e liderança. Se alguns desses fatores também te incomodam, significa que você acredita na igualdade de gênero.

Além disso outras questões também se inserem e são muito graves como assédio, violência sexual e abuso de mulheres, práticas que muitas vezes são “normalizadas”, inclusive por mulheres, e as vítimas são culpabilizadas pela sociedade. SIM! Infelizmente vivemos numa sociedade em que se uma mulher sofre um estupro a culpa é dela, seja pelas suas roupas, o horário e o local que estava frequentando durante o ato, e não a mente doentia (e nojenta) do agressor.

Mas falar sobre o feminismo abrange muito mais pontos que são distorcidos, vamos conhecer?

“Feminista: uma pessoa que acredita na igualdade social, política e econômica entre os sexos”. A meu ver, feminista é o homem ou a mulher que diz: “Sim, existe um problema de gênero ainda hoje e temos que resolvê-lo, temos que melhorar”. Todos nós, mulheres e homens, temos que melhorar.” (By Chimamanda Ngozi Adichie)

  • Feminismo é busca da superioridade da mulher em relação ao homem? NÃO! É um movimento social e político que tem como objetivo conquistar o acesso a direitos iguais entre homens e mulheres e que existe desde o século XIX. E também não é o contrário de machismo, enquanto o feminismo busca construir condições de igualdade entre os gêneros, o machismo é o comportamento que coloca o homem em posição de superioridade com relação à mulher.

  • Feminismo é humanismo? NÃO! O humanismo é um sistema filosófico de pensamento, não um movimento social ou político. O humanismo se refere à valorização do pensamento e da produção humana, em oposição à ideia de um ser sobrenatural que comanda o mundo.

  • Mas se as mulheres já podem votar, já podem ir para o mercado de trabalho, os direitos já não são iguais? O que mais as feministas querem?
    As feministas querem o fim da violência de gênero – no Brasil, a cada 12 segundos uma mulher é violentada, de acordo com uma pesquisa da Secretaria de Políticas para Mulheres do Governo Federal, a cada 10 minutos, uma mulher é estuprada, de acordo com o Mapa da Violência, e a cada 90 minutos uma mulher é assassinada, de acordo com o IPEA. Todas essas violências estão relacionadas à questão de gênero – são casos que durante muito tempo foram chamados de “passionais”, são casos que acontecem dentro de casa, no seio familiar, e que se diferem da violência que atingem os homens, que morrem por diversos motivos, mas nunca por serem homens. No Brasil, as mulheres ainda ganham em média 30% a menos do que os homens para exercer a mesma função, de acordo com uma pesquisa do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Mulheres também são maioria no trabalho doméstico, acumulando funções dentro e fora de casa. São as maiores vítimas de assédio sexual no trabalho, normalmente cometido por homens em situação de hierarquia superior. Enfim, por vários motivos, ainda há muito o que conquistar em termos de direitos.

  • Feminismo é contra à família, o casamento e ter filhos? NÃO! Feministas são a favor da escolha da mulher, isto é – que a mulher case apenas quando e se quiser casar, que tenha filhos apenas quando e se quiser tê-los e que seja livre para fazer essas escolhas, não sendo julgada se não quiser fazê-las.

  • Feminismo é a favor ao aborto? O feminismo é à favor da Legalização do Aborto. As feministas acreditam na escolha da mulher, assim elas não querem que o Estado crie leis para determinar como elas devem agir com relação ao próprio corpo. Isso quer dizer que elas rejeitam a ideia de que o Estado deva proibir o aborto por lei, mas permitir que, em caso de gravidez indesejada, a mulher possa escolher livremente se deseja ou não interromper a gravidez, oferecendo a ela a assistência de saúde necessária para que possa fazer isto em segurança, sem comprometer a própria saúde. Feministas não querem que todo mundo comece a fazer aborto. Elas querem que ele seja regulamentado e tratado como uma questão de saúde, não criminal, para que mulheres que se sentem em situação de vulnerabilidade e desejam recorrer ao aborto recebam atendimento psicológico, médico, remédios e acompanhamento de saúde. Países como EUA e França preveem a possibilidade de interrupção da gravidez, e, no Uruguai, depois da legalização, o número de abortos caiu, talvez exatamente porque ao receber apoio, a mulher se sente encorajada a levar a gravidez até o fim, porque sabe que há uma rede de assistência com a qual poderá contar. Depois da legalização, o Uruguai também não registrou mais casos de morte de mulheres durante o aborto – porque essas mulheres deixaram de recorrer a clínicas clandestinas e passaram a contar com atendimento médico. Enquanto isso, a cada dois dias uma brasileira, em geral das classes mais baixas, morre vítima de um aborto mal realizado.

  • Feminismo é contra depilação, salto alto e maquiagem? Há várias vertentes do movimento feminista e cada uma segue uma linha de pensamento, mas a ideia central do movimento é a mulher ter o direito sobre o próprio corpo, ela que deve decidir se vai ou não usar maquiagem, se vai se depilar, usar sutiã ou o tipo de roupa.

Para saber mais sobre o assunto é preciso dedicar um tempo estudando esse movimento, suas frentes, campanhas e atos. Depois que iniciei o curso de Letras o acesso a esse tipo de informação aumentou de uma forma instantânea para mim. Na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) é um ambiente muito propício a debates (não só desse tema) e empoderamento das minas, social e político.

Estou apenas iniciando as minhas pesquisas sobre o assunto mas quero deixar algumas sugestões que me ajudaram muito, tanto do feminismo, como de violência sexual e abuso. 😉

sejamos todos feministas

Esse livro é considerado por muitos o livro de introdução ao feminismo, e pode ser encontrado gratuitamente para download na Saraiva e também na Amazon. É a transcrição de um discurso no TEDx. Super recomendo! 3

Texto base utilizado no post!

Espero que tenham gostado, tentei trazer um resumão sobre o tema,  me digam nos comentários o que pensam sobre esse assunto, ou se tem alguma sugestão de leitura, vídeo ou filme! 🙂

Até o próximo post!

Camila Melo

 

Anúncios

8 Comentários

  1. Raphaella Cabral · · Responder

    Mesmo que o movimento feminista não seja novidade ainda tem muita gente que se perde nos conceitos, muito bom teu post, muito bem explicativo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Rapha, muito obrigada 😉 Exatamente, muita gente confunde tudo e ainda passam a compartilhar ideias completamente equivocadas sobre o assunto, infelizmente! Bjos

      Curtido por 1 pessoa

  2. Ai que post mais bem explicadinho e detalhado *-* Adorei Ca, muito bom!! E infelizmente muita gente acaba confundindo os conceitos do feminismo e acabam sendo contra sem nem saber sobre o que se trata…
    Beijinhos ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada Naty, que bom que pude ajudar de alguma forma! 😉 E é exatamente assim, eu era uma dessas pessoas acredita? Por falta de conhecimento acabamos gerando um preconceito totalmente equivocado sobre diversas questões, é sempre bom repensar e consultar várias fontes! Bjos ❤

      Curtido por 1 pessoa

  3. […] Eu já posso resumir que foi uma experiência fantástica conseguir me aprofundar nas questões do Feminismo. […]

    Curtir

  4. […] A questão do feminismo ficou muito confusa para mim nesse último livro, Eadlyn tenta mostrar que algumas das suas decisões tomadas por sentimento não deviam ser menosprezadas por o sentimento ser mais associado mais às mulheres que aos homens, entretanto, como queria ter a aceitação no povo, estava disposta, a casar, mesmo que sem amor, para que as pessoas a aceitassem, já que o casamento era muito bem visto na sociedade, e que uma mulher precisa de um homem ao seu lado para governar. Não sei até que ponto a autora quis abordar o tema, se ela quis fazer uma piada ou crítica com a forma com que a sociedade age em relação às mulheres em cargos de poder. Ok, talvez possa estar exagerando, mas caso vocês não tenham muito conhecimento sobre o feminismo, sugiro uma olhadinha rápida nesse post com os 6 Pontos Sobre o FEMINISMO** 😉 […]

    Curtir

  5. […] 4. Machismo: sim, não sabia mas a pouco tempo “descobri” que sou feminista, então comentários e “piadas” sobre mulher, assédio e abusos e todo tipo de violência contra mulher me tiram a paz. Confiram: 6 Pontos Sobre o FEMINISMO** […]

    Curtir

  6. […] Para saber um pouco mais sobre esses temas recomendo: 6 pontos sobre o feminismo 😉 […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: