Oies BOOKAHOLICS! Depois de falar tanto em outros posts finalmente resolvi trazer para vocês a minha experiência no primeiro ano do curso de Letras na USP, além disso a minha intenção é motivar e incentivar os que também tem o mesmo sonho ou queiram sanar alguma dúvida 😉

  • A realização de um sonho… 

Primeiramente queria dizer que estudar na Universidade de São Paulo sempre foi um sonho para mim, tentei os vestibulares de 2009, 2010 e só consegui passar no de 2015 (lembrando que o vestibular sempre se refere ao ano em que vai se estudar, então parte das provas acontece em 2014 para estudar em 2015, por exemplo, entenderam?) Na verdade em 2014 meu foco principal era estudar Ciências Contábeis na UNIFESP (sim sou formada em Processos Gerenciais e sou apaixonada pela área de gestão e administração, rs), mas acabei passando na duas e optei por fazer Letras! Para alcançar esse resultado houve muito empenho e sacrifícios pois trabalhava durante o dia e fazia cursinho à noite, então vocês nem imaginam o quanto me senti feliz, realizada e orgulhosa da minha grande conquista! Pude ver que todo sacrifício é recompensado, e que os sonhos são possíveis se você correr e batalhar por eles, me deu forças para continuar acreditando, sem desistir!

me uspbixete

  • Por que estudar Letras? 

Ok, mas por que Letras, você quer ser professora? Foi a pergunta que mais ouvi durante o ano, rs Eu escolhi Letras porque quando era criança queria ser professora sim e pela minha paixão desde sempre pelos livros e a leitura! Hoje meu foco não é somente lecionar, essa já é uma segunda opção para mim, o curso de Letras não apresenta só essa possibilidade de carreira, meu objetivo é trabalhar em uma (grande) editora de livros na parte de tradução, revisão e edição de textos, e dar aulas em cursinhos e em cursos técnicos, ou faculdades.

  • A estrutura do curso…

O curso de Letras na USP é composto pelo Ciclo Básico no primeiro ano, dessa forma todos os alunos ingressantes tem 4 matérias que se repetem nos dois semestres. São matérias introdutórias que determinam  a partir do desempenho do aluno a habilitação (que é a língua que o aluno quer estudar, dentre as 16 opções disponíveis) que ele pode escolher, no meu caso quero estudar inglês <3. Outro ponto é que a graduação é bacharel sendo opção do aluno cursar a licenciatura, não é obrigatório.

As matérias do Ciclo Básico são: Elementos de Linguística I e II (meu calcanhar de Aquiles 😦 ), Introdução aos Estudos da Língua Portuguesa I e II, Introdução aos Estudos Clássicos I e II, e Introdução aos Estudos Literários I e II. As duas primeiras se remetem à parte mais técnica da língua tanto na sociedade, suas origens até o processo de aquisição da linguagem e as teorias existentes sobre a língua. As duas últimas matérias remetem propriamente à literatura.

Em Introdução aos Estudos Clássicos I e II tive contato com a tragédia, comédia, epopeia, teatro antigo grego e latino, eu confesso que o no primeiro semestre não me animei tanto pois nunca gostei de mitologia, mas estudei “Ilíada” (Homero), “Eneida” (Virgilio) e a poesia antiga. Em contrapartida, no segundo semestre pude trocar de professor (ainda bem) e me apaixonei  pelas aulas (Marcelo Vieira Fernandes, o divo da Letras!), estudei “Poética”e “Retórica” (Aristóteles), o teatro antigo  “Édipo Rei” (Sófocles), “O Anfitrião” (Plauto), “Em Defesa do Poeta Árquias” (Cícero).

Em Introdução aos Estudos Literários I e II me mantive com o mesmo professor (Samuel Titan <3)  e foi de longe a melhor matéria que gostei, na verdade me apaixonei ❤ Durante os dois semestres fizemos análise de poesia, contos, novela e romance e foi super incrível, primeiro porque nunca entendia poesia, achava muito subjetivo, mas agora já tenho alguns poetas favoritos (Manuel Bandeira <3), também não gostava de contos por achar ser muito curto e não ter uma certa lógica e nem graça, mas depois do curso fiquei fissurada, tanto que vou escrever um conto nas férias! Estudamos duas novelas: “A metamorfose” (Franz Kafka) e “A morte de Ivan Ilicth” (Tolstói), já o romance analisado foi “Madame Bovary” (Gustave Fleubert), a partir dessa matéria pude ter contato com a literatura russa, francesa, alemã e espanhola e expandiu muito as minhas opções de leitura.

  • O ranqueamento… 

Como eu disse todos os ingressantes em Letras fazem as matérias obrigatórias no Ciclo Básico e só então com as médias obtidas no primeiro ano é possível escolher a habilitação desejada. por não ter professores e espaço suficiente para todos os alunos foi criado o ranqueamento, que é chamado o segundo vestibular na USP do curso de Letras. Sempre quis fazer inglês que era um dos mais concorridos, (não sei esse ano, rs), então apesar de não ter conseguido ir tão bem no primeiro semestre me dediquei muito mais e consegui ir bem melhor no segundo, e vi que todo sacrifício não foi em vão porque no último dia 06 saiu o resultado e SIM! EU VOU FAZER INGLÊS

  • As novas amizades…

Outros dois colegas do cursinho (fui aluna Henfil, turma de Maio na unidade da Av. Paulista, caso queiram saber, rs) também passaram para Letras e tivemos algumas aulas juntos, mas também pude conhecer várias pessoas e fiz amizades com duas meninas muito legais, uma do Belém (Pará) a  Amanda (que me incentivou a criar o blog), e a Beatriz, de Sorocaba (interior de São Paulo), nos reuníamos sempre para fazer os trabalhos e conversar nos intervalos e trocar muitas experiências, fizeram muita diferença durante esse primeiro ano e sei que vamos compartilhar muito mais experiências! ❤

bia e amanda

  • Algumas curiosidades…  

A Cidade Universitária é enormeeee, então muitas pessoas vinham me perguntar sobre tudo o que acontecia lá, gente eu mal sabia o que acontecia no meu prédio, imagina nos demais locais, rs 😉 O curso de Letras é faz parte FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) o epicentro de todas as greves possíveis! Outra curiosidade, na verdade uma dificuldade rs, é aprender todas as siglas que são inúmeras, pois sem ter a noção delas a sobrevivência no campus é extremamente difícil, rs. Muitos serviços são disponibilizados para alunos e funcionários para facilitar o período de permanência lá, entre eles o transporte gratuito nos ônibus circulares, almoço e janta de grande qualidade por apenas R$ 1,90 (sim e a comida é maravilhosa) nos restaurantes, um laboratório com acesso gratuito à internet e uma cota diária de impressão de 30 páginas por aluno.

  • Oportunidades e variedades disponíveis…

Por não conseguir um emprego no ano passado pude me dedicar ao máximo no primeiro ano (na medida do possível, rs), fui em palestras e eventos da FEA (Faculdade de Economia, Administração e Ciências Contábeis) e da ECA (Escola de Comunicação e Artes) e fiquei apaixonada pelas matérias da faculdade de Editoração <3. Uma das maiores vantagens de se estudar no campus de uma grande universidade pública é a quantidade e disponibilidade de eventos que se pode participar, participei como monitora de um simpósio internacional dentro do curso e até pude até fazer um curso livre de língua Armênia, diferente né? rs.

siget

armênio

  • Expectativas e realidades…

Lembro que quando fui fazer minha matrícula e passar pela “semana da calourada” (recepção dos calouros) os veteranos diziam que a quantidade de leitura era grande, mas não imaginava que seria tão enorme assim, e como são muitos textos técnicos e de teorias nem todos eram tão prazerosos como as leituras que estava habituada a fazer. Precisei de muita disciplina para me manter no foco, apesar de entrar em desespero por ler algo por puro entretenimento, sem ser obrigatório. Outra experiência que influenciou muito a minha leitura e visão crítica sobre as coisas foi a partir das palestras e debates, principalmente um maior contato com a política e feminismo, e quero muito estudar e me aprofundar mais nessa temática de igualdade de gêneros.

Infelizmente nem tudo foi flores durante o meu primeiro ano, houve uma tentativa de assalto há um aluno da Letras que foi baleado, na porta do prédio, uma aluna da Faculdade de Administração foi estuprada ao final de junho, além de um blog que trazia instruções de como estuprar uma mulher da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, o curso com mais alunos de classe baixa, negros e mulheres). Sim, infelizmente o campus da USP trazem essa reputação de violência, e não não é tomada muitas medidas eficazes por parte da Reitoria. Inclusive, por isso mesmo não há uma relação harmoniosa entre os alunos da FFLCH e o reitor, no meu curso tudo era motivo de greve e impedimento de entrar nos prédios.

  • O que eu espero para 2016…

O que eu quero resumir depois de tudo isso é que o primeiro ano influenciou muito os meus hábitos de leitura, tenho interesse em ler os clássicos e me aprofundar em outros assuntos. Espero que o meu segundo ano seja muito melhor que o primeiro, quero novas experiências, novos conhecimentos, oportunidades e conquistas com muita paz, de preferência! Quero poder estagiar, fazer matérias optativas e conseguir me adaptar bem à habilitação, já que todas as aulas são em inglês!

Se vocês tem alguma dúvida, pergunta, curiosidade ou queiram saber qualquer coisa relacionada à Universidade de São Paulo, o curso de Letras ou até mesmo sobre o vestibular ficarei muito feliz em ajudar, no menor que for, porque todo conhecimento deve ser compartilhado, concordam?

Espero que tenham gostado! Até o próximo post!

Camila Melo

 

 

Anúncios

44 comentários em “1º Ano do Curso de Letras | FFLCH – USP

  1. Que delícia de post! Me fez relembrar muitos bons momentos do curso, mas, acima de tudo, me fez lembrar que o segundo ano foi o melhor! Hahahaha
    Espero que 2016 te traga boas lembranças e que você continue adorando o curso!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi Camila!
    Que delícia ler seus textos, e este em especial, me fez perceber por quantas coisas passamos no nosso primeiro ano na USP.
    Assim como você, eu também tinha esse sonho desde novinha (faz tempo… rsrs), de ser professora, de fazer Letras, de entrar na USP, mas fui enveredando por outros caminhos e agora, veja só, consegui realizar uma parte!
    Para mim, não está sendo fácil a volta à vida acadêmica, mas está sendo muito gratificante a essa altura da minha vida, conhecer tantas pessoas fascinantes, amigos, professores, e poder aprender sempre mais.
    Quero dizer aqui que adoro ver essa sua garra, persistência e amor em tudo o que faz!
    E que venha mais um ano de muito desafios, lágrimas, risos e conquistas!
    Bjsss!!!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Claudinha sua fofa! Compartilhamos tantas coisas nesse ano não é? É um misto de realização, satisfação, surpresas e cansaço não foi? Obrigada por compartilhar vários momentos com vc e torço muito para que tudo se realize da melhor forma possível! Te admiro por nunca desistir e mesmo depois de alguns anos continuar lutando! Que possamos viver mais experiências e momentos juntas! Bjos ❤ ❤ ❤

      Curtir

  3. Caa, parabénss pra ti!! Realizar o sonho de passar em uma universidade e fazer um curso que queremos tenho certeza que é incrível! Você merece todo sucesso e é uma vitória conseguir passar em um dos vestibulares mais concorridos do Brasil hehe. Isso me faz lembrar que esse ano sou eu que vai encarar os vestibulares da vida e quero muito passar e para isso preciso estudaar muito, muito mesmo!
    Adoreeei o post e saber um pouquinho mais sobre o curso *-*
    Um beijão ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Naty! Obrigada 🙂 Te dou todo o apoio e vou torcer muito por vc, se dedicando muito e sacrificando algumas coisas quando vê o seu objetivo alcançado não há preço que pague! É uma das melhores sensações e sentimentos que existe! Vai com tudo, e como dizia um professor do cursinho: “Estude violentamente!” Bjos ❤

      Curtido por 1 pessoa

      1. Aaah muito obrigada Ca!! Com certeza, vale muito a pena, por mais que tenhamos que comer os livros e estudar violentamente, a recompensa vem depois e tenho certeza que quando você passou, ficou muito feliz consigo mesma, pois é um mérito seu :))
        Um beijão e que tudo dê certo ❤

        Curtido por 1 pessoa

  4. Que história linda, Ca! Com certeza, com esse post, você ajudou não apenas as pessoas interessadas no curso, como também serviu como um grande exemplo de inspiração, e admiração também, para todos que leram. Parabéns pelas conquistas, que venham muitas outras em 2016! Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Que post gostoso de ler! Parabéns pela conquista do sonho. Eu fazia Química na USP até 2014. Mas sempre fui uma grande frequentadora da FFLCH e demais unidade (principalmente pq militei durante a graduação no ME) hihi olha, fiz algumas matérias na Letras e super te indico Literaturas Africanas com a Tania Macedo – tanto a matéria, quanto a professoras são ótimas. BJ e boa sorte no segundo ano!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isa (posso te chamar assim? rs) Vai com tudo 🙂 A minha ideia mesmo é passar a minha experiência e poder motivar as pessoas. Vou torcer por vc só para podermos esbarrar pelos corredores da Letras ❤ Sobre Estudos Literários, o professor me fez amar tudo, foi tipo amor à primeira vista ❤ Bjos e muito obrigada pelo carinho! 🙂 (Camila)

      Curtido por 1 pessoa

    1. Mana rs! Relembrando tudo o que rolou nem parece que foi tão rápido né? E o blog faz parte, afinal vc foi a pessoa que mais me incentivou a escrever, nunca pensei que ia conseguir me manter tão fiel, até agora, num projeto! Você faz parte disso, parça ❤ Obrigada por tudo! 🙂 😉 We’re all in this together!

      Curtido por 1 pessoa

  6. Oi Camila, que post mais amor ♥
    Eu adorei, achei super interessante saber mais sobre o curso de Letras, você conseguiu sanar muitas dúvidas que eu tinha. Todo curso tem sua dificuldade e você soube lidar muito bem com isso, boa sorte com os estudos e nos conte mais, quanto ao idioma escolhido, já tem que ser fluente, é isso?
    Seu blog é lindo, beijinhos! ♥

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bia fico feliz em ter te ajudado de alguma forma, posso dizer que até agora estou apaixonada pelo curso, tirando algumas coisas, claro nem tudo é perfeito, rs. Sobre o nível de proficiência é exigido intermediário / avançado, já que todas as aulas, provas e trabalhos são ministrados em inglês, até agora só tive uma aula (tenho apenas 2 matérias obrigatórias nesse semestre) e o professor é super tranquilo, fala devagar e de forma muito clara, entendi 90% da aula (ufaaaa!), mesmo com meu inglês muito enferrujado, e espero que continue assim. 😉 Se tiver mais alguma dúvida é só perguntar que posso tentar saná-la 😉 Muito obrigada pelo carinho sua linda, de verdade, me motiva a escrever mais! ❤ Bjos da Cah!

      Curtido por 1 pessoa

  7. Que linda!
    Amei acompanhar sua trajetória (mesmo que desse jeito tão rapidinho que não faz jus a sua dedicação) e fiquei muito feliz por ti! Acabei de conhecer o blog e já sei que só tem e só vai ter coisa boa por aqui. Desenvolvi um grande interesse pela USP e por Sampa depois de conhecer um amigo que estuda por aí (faz RI) e sempre quis estudar Letras. Apesar disso, comecei a estudar Direito e acabei me apaixonando também. Quem sabe no mestrado, não? haha Toda a sorte do mundo para ti e que você possa aprender (com certeza vai) muito nessa caminhada maravilhosa que é a vida acadêmica.
    Beijos, Isa.

    belblioteca.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

  8. Adorei esse post, ajudou muito! Obrigada por me marcar.
    Nós somos muito parecidas! Eu não entendo muito poesia e crônicas, mas espero um dia aprender e apreciar mais. Eu não queria ser professora (talvez futuramente) e sim trabalhar com editoração e tradução. Sempre pensei que era preciso entrar como Bacharel na hora de se inscrever e semana passada meu professor de português do cursinho disse que o curso é igual no começo, tanto licenciatura quanto bacharel. Eu não sabia disso. Jurava que licenciatura era específico para dar aulas. Eu vou fazer a prova este ano pela primeira vez. Como é? Tem alguma dica? As greves é algo que me preocupa muito também, fora as notícias sobre violência no campus.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oies! Somos bem parecidas mesmo! Lá funciona assim o curso é Bacharel e eles dão opção de vc cursar a Licenciatura, que não é obrigatória. Vou fazer um post sobre o vestibular, mas posso dar algumas dicas gerais de pegar as provas anteriores e ainda dar uma atenção aos resumos e análises da leitura obrigatória, no post https://abookaholicgirl.wordpress.com/2016/06/20/leitura-obrigatoria-fuvest-news-7/. Outra opção é fazer o curso de editoração https://www.google.com.br/search?q=editora%C3%A7%C3%A3o+usp&oq=editora%C3%A7%C3%A3o&aqs=chrome.2.69i57j69i61j69i59.5863j0j7&sourceid=chrome&ie=UTF-8 . Mas vamos conversando! 😉 Bjos da Cah ❤

      Curtir

  9. Não sei como cheguei no seu blog, mas cheguei! hahahahaha . Tenho muita vontade de cursar Letras também, sonho de criança. Hoje sou formada em ADM com Pós em Controladoria e Finanças, mas Letras sempre me chamou a atenção. Parabéns pela sua dedicação e que seus estudos continuem com muito sucesso. Bjs.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Angela seja muito bem vinda 🙂 Muito obrigada pelo carinho, significa muito para mim <3. Eu tbm sempre quis fazer Letras, quando era criança meu sonho era ser professora, hoje penso em trabalhar com revisão, edição e tradução. Além de estar apaixonada pela área de editoração, que eu quero fazer a minha pós, rs! Acabei fazendo tecnólogo em Processos Gerenciais e não me arrependo, e posso te dizer que se é o seu sonho, vc tem mesmo que ir atrás. O curso é muito bom, e se puder fazer na Universidade de São Paulo, melhor ainda, pelas possibilidades que vc pode encontrar, não só ligada na área da licenciatura. Se precisar de apoio e incentivo, conte com os meus posts sobre o curso 😉 Bjos da Cah! ❤

      Curtir

  10. olaa!! eu tenho duas dúvidas, a primeira é: nas aulas de inglês os professores exigem algum conhecimento prévio ou ensinam do basicão até o avançado? e a segunda dúvida é referente aos trabalhos, a maioria são individuais ouu em grupo? agradeço desde já!!! ❤️

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá Fernanda! 🙂 Primeiramente seja muito bem vinda ❤ Então o inglês é a única habilitação na Letras-USP que não tem aula de língua. Partimos diretamente para linguística e literatura inglesa. Basicamente todas as aulas são ministradas em inglês, inclusive provas, trabalhos e seminários. Há uma exigência de conhecimento da língua sim e nesse link entre parenteses você pode conferir e entender melhor.
      (http://dlm.fflch.usp.br/ingles/898). Em relação a trabalhos, varia de acordo com o método de cada professor. Eu já tive provas, trabalhos individuais e em grupo, seminários… Nesse semestre, por exemplo, na disciplina de tradução, em todas as aulas fazemos uma atividade em grupo e a profs ainda deu 2 trabalhos individuais. Se houver mais alguma dúvida, é só perguntar, será um prazer ajudá-la! 😉 Bjos ❤

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s